•  
     

Ensaio de vedação qualitativo é feito em uma sala



O ensaio de vedação qualitativo é feito em uma sala, fora da área de risco,
onde o condutor do ensaio dispersa um agente químico no ar, ao redor
do rosto do usuário, e observa as suas respostas enquanto realiza exercícios
padronizados, conforme protocolo descrito no Anexo 11. O respirador que
vai ser ensaiado deve estar com filtro que retenha o agente de teste, de modo
que, se o usuário detectar cheiro ou sabor enquanto realiza os exercícios, é
porque a peça facial não está vedando suficientemente e deve ser procurado
outro tamanho, modelo ou formato de respirador. Para a realização deste ensaio,
são aceitos quatro agentes de teste: sacarina, bitrex (benzoato de denatonium),
acetato de isoamila (óleo de banana – vapor orgânico com cheiro de
banana) e “fumaça” irritante (cloreto estânico).
Nota: O método de “fumaça” irritante deve ser evitado devido aos danos à
saúde que podem ocorrer no caso de uma sobre-exposição.
Nos métodos quantitativos, o vazamento de ar entre a peça facial e o rosto
é quantificado, não importando a resposta subjetiva do usuário. Os métodos
aceitos são aqueles que utilizam: a) instrumento para a medida da concentração
da substância empregada no ensaio (por exemplo, aerossol de cloreto
de sódio, de óleo de milho ou de outras substâncias); b) contador de núcleos
de condensação de aerossóis do próprio ambiente (CNC) – por exemplo, o
PortaCount – dentro e fora do respirador; c) instrumento para o controle de
outra grandeza, como, por exemplo, da pressão negativa (CNP) dentro da peça
facial (por exemplo, o instrumento Dynatech Nevada Fit Tester 3000).

Tipos de Incêndio

Segurança do Trabalho em Inglês

Radiações Ionizantes e não-ionizantes
 


Your article is very good, I have read many articles but I am really impressed with your posts. Thank you, I will review this article. To know about me, try talking to me geometry dash
Página inicial