•  
     

Um mês após início de desastre, região serrana do RJ recebe 1º evento esportivo

Nova Friburgo foi uma das cidades que mais sofreu com o desastre: foram registradas 423 mortes, além de 85 desaparecidos, e o número de desabrigados é de 4.528 (fonte: Ministério Público do RJ)

REGIAO SERRANA.jpg


Retomar a autoestima de uma população devastada. Talvez a ambição seja enorme, mas é assim que o Friburguense trata o primeiro evento esportivo na região serrana do Rio de Janeiro depois do maior desastre ambiental já registrado na história brasileira.

Neste sábado, às 17h (de Brasília) no Estádio Eduardo Guinle, o time de Nova Friburgo recebe a Portuguesa na estréia da segunda divisão do Campeonato Carioca. E exatamente neste dia 12 de fevereiro completa-se um mês do início das chuvas que destruíram parte do Estado.

Nova Friburgo foi uma das cidades que mais sofreu com o desastre: foram registradas 423 mortes, além de 85 desaparecidos, e o número de desabrigados é de 4.528 (fonte: Ministério Público do RJ).

O Friburguense não teve tantos problemas estruturais em seu estádio e, assim, o cedeu para recolher donativos vindos de todas as partes do Brasil além de ter sido base para as saídas dos voos de helicópteros. "A gente estava no céu com relação ao que aconteceu", resume o gerente de futebol do clube, José Eduardo Siqueira, em entrevista ao ESPN.com.br.

Chuvas em Nova Friburgo causaram mais de 420 mortes
Crédito da imagem: Agência EstadoPara a partida deste sábado, a diretoria reduziu o preço do ingresso para R$ 5 e fez uma ampla divulgação. "Vamos entrar com faixas, tentando renovar a autoestima do pessoal que estará presente. Estamos promovendo com o grupo de jogadores este pensamento, que a contribuição de todos é importante", disse Siqueira.

"O futebol, por mais profissional que a gente trate ele, é alegria e lazer para o torcedor", lembrou o dirigente. "Sentimos na rua que o pessoal quer ir ao estádio, estou sentindo o torcedor de uma forma que ele quer apoiar e também quer um espaço de lazer".

No elenco de 32 jogadores do Friburguense, nove nasceram na região serrana do Rio de Janeiro, dos quais sete são de Nova Friburgo. "Você vê uma ansiedade muito grande dos jogadores de querer fazer um bom jogo. De alguma forma mostrar um bom futebol", afirmou o gerente de futebol.

Rebaixado no ano passado para a segunda divisão do Estadual, o Friburguense quer assim tentar celebrar o ressurgimento tanto da cidade quando do clube em 2011.

Amistosos
José Eduardo Siqueira admitiu que neste momento o clube não recebe mais donativos pois não tem onde guardar. Porém, ele disse que dentro de 15 dias o que já foi arrecadado deve ser distribuído e pretende organizar um amistoso para promover o recolhimento de mais ajuda.

"Estamos em contato com o Maurício Assumpção, presidente do Botafogo, para fazer um evento grande aqui. O Bebeto, do tetra, também, de tentar fazer jogos beneficentes. Quando tiver mais necessidade, vamos promover eventos grandes", explicou o dirigente.


Fonte: Msn Noticias
 
vai ser bom pra população mesmo ..



@OFF
nossa poem a fonte mais pequena se der !

ASAUSHAUSHASH

-