•  
     

Torcida do Flamengo supera a do Corinthians e é a mais rica do país, diz estudo

O Flamengo superou o Corinthians e se tornou o clube com a torcida que possui o maior volume de rendimentos no Brasil. Segundo um estudo da Pluri Consultoria, especializada em gestão e marketing esportivo, os flamenguistas têm um rendimento mensal estimado em R$ 26,3 bilhões (R$ 316 bi/ano), à frente dos corintianos, que ficam com R$ 25,9 bi (R$ 310 bi/ano).

A revelação deste estudo vem em meio à polêmica dos ingressos definidos (R$ 250 os mais baratos) pela diretoria do clube carioca para o segundo jogo da decisão da Copa do Brasil, diante do Atlético-PR, no Maracanã. A Pluri considerou o seu estudo de abril, no qual revelou que o Flamengo tem 7,5 milhões de torcedores (26%) no Rio de Janeiro, que tem o segundo maior PIB do Brasil. Fica a dúvida se o Mengão conseguirá encher o estádio contra o Furacão como na segunda partida da semifinal da Copa do Brasil, contra o Goiás. De acordo com Fernando Ferreira, diretor da Pluri, o jogo decisivo é um caso especial.

- Neste caso vai ter sim. Este tipo de jogo tem uma oferta muito grande e, no Brasil, os clubes se aproveitam deste momento e elevam os preços rapidamente. Abstraindo a questão emocional, o Rio de Janeiro é populoso e o clube tem quase a metade de torcedores do estado. No ponto de vista mercadológico, o Flamengo fez uma leitura correta, pois, infelizmente, o futebol brasileiro se concentra em um pequeno número de jogos. O problema são os jogos do dia a dia, sem muito apelo, nos quais os preços não são reajustados para baixo com a mesma rapidez e os estádios ficam vazios em cerca de 80% dos jogos no ano - disse Fernando Ferreira.

Para chegar ao resultado, a Pluri relacionou a distribuição geográfica das torcidas de seu estudo publicado em abril com o respectivo rendimento divulgado pela última edição da Pesquisa Nacional por Amostragens de Domicílios (PNAD), onde foi possível identificar o valor da renda mensal percapita do brasileiros.

Imagem

Embora o Flamengo tenha cerca de 4 milhões de torcedores a mais que o Corinthians, ambos possuem torcidas com um volume de rendimentos parecidos (empatados na margem de erro), pois a torcida do time paulista está concentrada em estados cujo rendimento da população é mais alto, como São Paulo (33% do PIB brasileiro), ao contrário dos rubro-negros, que estão presentes em estados com renda inferior, como a Paraíba (0,8% do PIB nacional). Por outro lado, o crescimento da renda da população tem sido maior neste estados "menos ricos", o que permitiu que os flamenguistas superassem o volume de rendimentos.

Após Fla e Timão, no ranking de maiores rendimentos aparecem as torcidas de São Paulo (RS 16,5 bi/mês - R$ 198 bi/ano), Palmeiras (R$ 12,1 bi/mês - R$ 145 bi/ano) e Vasco (R$ 7,9 bi/mês - R$ 95 bi/ano), correspondendo a 62% do total. Por estado, os torcedores dos clubes paulistas possuem o maior rendimento (R$ 60,8 bi/mês - R$ 722 bi/ano), seguidos pelos cariocas (R$ 40,2 bi/mês - R$ 481 bi/ano) e gaúchos (R$ 13,6 bi/mês - R$ 163 bi/ano). Outro destaque vai para Avaí e Figueirense, que têm torcidas concentradas na rica Florianópolis. Os dois times estão empatados com as maiores rendas médias por torcedor, R$ 1.097, seguidos pelo Santos, com R$ 1.073.

Imagem

Fonte