•  
     

TÓPICO OFICIAL - SOBRE AS OLIMPIADAS 2012

Manaudou revela sua tática na final: nadar 'o mais descontraído possível'



De onde se menos esperava é que veio nesta sexta-feira a quarta medalha de ouro na natação para a França. Essa é avaliação da imprensa do país em relação à vitória de Florent Manaudou nos 50m livre, prova em que superou o favorito Cesar Cielo, atual recordista mundial e olímpico, e os americanos Cullen Jones e Anthony Ervin.

Manaudou comemora o ouro nos 50m (Foto: Agência Reuters)
Mais conhecido por ser irmão da nadadora Laure Manaudou, medalha de ouro nos 200m costas em Atenas 2004 e presença constante nos tabloides do país desde que fotos suas sem roupa com o namorado caíram na internet em 2007, o jovem de 21 anos surpreendeu as previsões mais otimistas e conseguiu em Londres subir ao pódio, lugar do qual Laure nem chegou perto nas três provas que participou nestes Jogos.
Em sua edição na internet, o jornal de esportes "L'Equipe" teve que associar Florent à irmã mais famosa para anunciar a vitória dele. Já o tradicional "Le Monde" avaliou como surpreendente a medalha conquistada numa prova em que participavam Cielo e Jones, enquanto no site do "Le Figaro", o primeiro lugar no pódio foi considerado uma "façanha".

Em entrevista à edição eletrônica do "L'Equipe", Florent Manaudou afirmou que estava muito surpreso com o ouro conquistado em Londres.
- Se eu tivesse acreditado, eu não teria terminado em primeiro hoje. Eu pensei que deveria ir o mais descontraído possível para a final. Para mim, o mais importante era participar da final e que deveria aproveitar. Acho que foi a decisão certa - disse o novo campeão olímpico.
Na seletiva francesa para Londres, Florent conseguiu a segunda e última vaga para os Jogos com o tempo de 21s95, dois centésimos atrás de Amaury Leveaux (21s93). Quem não ficou feliz com esses resultados foi o atual namorado de sua irmã, Fred Bousquet, recordista nacional dos 50m livre, que na seletiva terminou em quarto, com o tempo 22s05. Agora, quando voltar para casa, Manaudou é que vai virar referência quando alguém for falar sobre a sua irmã e o cunhado.
Confira as manchetes nos sites dos jornais franceses sobre o ouro de Manaud:
Anexos
500m.jpg
5000m.jpg
50m.jpg
50.jpg
 
POW GARELA VAMOS CRIA TOPICO AKI TAMBEM POW
 
boa fonte de notícias das olimpiadas ;D
 
Vaiado de novo, Neymar diz que não mudará estilo: ‘Não deixo me afetar’

Neymar sofreu quatro faltas e marcou um gol na vitória da seleção brasileira por 3 a 2 sobre Honduras, neste sábado, em partida válida pelas quartas de final do torneio masculino de futebol das Olimpíadas. Em uma das infrações, o atacante acabou gerando a expulsão do zagueiro Crisanto. A partir daí, a cada toque na bola, vaias dos torcedores que lotaram o St. James Park, em Newcastle.

Situação parecida aconteceu antes dos Jogos, no amistoso com a Grã-Bretanha (2 a 0), em Middlesbrough, quando o craque do Santos também foi vaiado pelos torcedores ingleses. Para Neymar, as vaias não têm explicação. Na opinião do atacante, ele precisará saber conviver com esse tipo de situação ao longo da carreira.
- Estou sempre preparado para tudo. Ser vaiado, ser aplaudido... É normal do jogo. Na única vez que eu caí, o cara foi expulso. Não deixo me afetar em nada. Quero seguir jogando e ajudando a Seleção. Não vejo problema de ter reclamações ou vaias dos torcedores – disse o atacante.
O camisa 11 afirmou ainda que o seu estilo de jogo não mudará por conta das cobranças dos adversários.
- O meu jogo não muda em nada. Se no Brasil sou aplaudido, mas aqui sou vaiado, eu tenho que viver os dois momentos. Tenho que estar com a cabeça boa para jogar um bom futebol. Só isso.
O atacante aproveitou ainda para explicar os motivos que o levaram a trocar de chuteiras em duas oportunidades durante o confronto deste sábado.
- Estava com uma chuteira de borracha no primeiro tempo e troquei. No segundo tempo, eu coloquei a antiga de novo - contou.

fonte : http://globoesporte.globo.com/olimpiada ... e-normal-d
Anexos
neymar.jpg
 
Michael Phelps recebe trófeu de maior atleta olímpico da história


Como se já não bastassem 22 medalhas olímpicas, Michael Phelps encerrou sua carreira olímpica neste sábado com um trófeu especial de reconhecimento por todos os recordes quebrados pelo nadador americano. Com a vitória no revezamento 4x100m medley, sua última participação em Olimpíadas, o americano alcançou a 18ª medalha de ouro e recebeu o prêmio especial criado pela Federação Internacional de Natação (Fina).

Michael Phelps exibe o troféu prateado que reconhece as façanhas de sua carreira (Foto: Reuters)
O trófeu, entregue no Centro Aquático de Londres pelo presidente da entidade, Julio Maglione, exibe a frase “Para Michael Phelps, o maior atleta olímpico de todos os tempos”. Não contente em ultrapassar a ex-ginasta russa Larissa Latynina como atleta com o maior número de medalhas em Jogos Olímpicos, o nadador Michael Phelps decidiu levar ao pé da letra a expressão “fechar com chave de ouro” e ajudou a equipe americana a cumprir o revezamento 4x100 medley em 3m29s35. A última medalha de ouro se soma às seis de Atenas-2004 (quando ele também levou dois bronzes), às oito de Pequim-2008 e às três que já havia conquistado em Londres-2012, edição em que também ficou com duas pratas.

fonte : http://globoesporte.globo.com/olimpiada ... toria.html
Anexos
trofeu.jpg
 
Duda fica sem medalha no salto em distância. Ouro é de britânico

As semifinais foram melhores do que a final para o brasileiro Mauro Vinícius da Silva, o Duda. Neste sábado, ele ficou sem medalha ao alcançar 8,01m no salto em distância, dez centímetros abaixo da marca no dia anterior. Conseguiu passar entre os oito melhores, em sétimo, mas aí não teve sucesso. Voltou a ser sétimo nos saltos finais. Ficou a 11cm do pódio.
- Na final, tem que arriscar, como todos arriscaram. Bateu na trave. Eu vinha numa sequência de treinamentos muito boa. Infelizmente, queimei. É uma pista muito rápida - disse o brasileiro ao SporTV.
O brasileiro (primo do cantor Thiaguinho, ex-Exaltasamba) conseguiu os 8,01m já em sua primeira das três últimas tentativas. Porém, queimou nas outras duas, recebendo a certeza de que estaria fora do pódio.

- Ninguém saltou tão longe. É atípico numa final olímpica a medalha de bronze abaixo de 8,20m. O vento estava brecando todo mundo. Mas isso não é desculpa, não. Estava todo mundo saltando. Faltou acertar mesmo. Não posso colocar a culpa no vento. Eu assumo a responsabilidade - concluiu o atual campeão mundial indoor.

Enquanto isso, um britânico mexia com o Estádio Olímpico de Londres. Greg Rutherford dominou a prova. Foi o melhor da classificatória, com 8,21m. E cravou 8,31m já em seu primeiro salto na decisão. A marca não foi alcançada por ninguém. O ouro é dele. No último salto, já com o título garantido, ele foi ovacionado pelo público. Queimou, mas fez a festa mesmo assim.
A prata ficou com Mitchell Watt, da Austrália, com 8,16m. O bronze foi para Will Claye, dos Estados Unidos, com 8,12m.

fonte : http://globoesporte.globo.com/olimpiada ... anico.html
Anexos
duda.jpg
duda.jpg (29.47 KiB) Visto 84 vezes
 
cara belo topico
parabens
 
Brasil descarta entregar jogo para evitar EUA nas semis do basquete

Como de hábito, as especulações começaram. Com a última rodada do basquete masculino se aproximando, torcedores já discutem se vale a pena perder agora para garantir uma estrada teoricamente mais fácil na disputa pela medalha. Brasil e Espanha estão no centro do debate, já que a vitória na segunda-feira vale a vice-liderança do grupo e, por consequência, um caminho que provavelmente vai incluir a Argentina nas quartas de final e os Estados Unidos nas semis. Quem terminar em terceiro pode enfrentar a França e, se passar, a Rússia. Ao ser perguntado sobre a possibilidade, Rubén Magnano soltou um riso descrente para, em seguida, falar sério:
- Sobre especulações na seleção da Espanha, não falo uma palavra. Mas se eu pedir para os meus jogadores perderem agora, como vou pedir para ganharem mais adiante? Vamos entrar para vencer. No meu dicionário basqueteiro, a palavra medo não existe. Tenho preocupações, mas não medo de enfrentar este ou aquele adversário - afirmou Magnano, com a autoridade de quem já derrubou os americanos duas vezes, no Mundial de 2002 e nas Olimpíadas de 2004, ambos quando treinava a Argentina.

Após bater a China, o Brasil decide o 2º lugar do grupo com a Espanha (Foto: Agência Getty Images)
O jornal espanhol Marca levantou a questão, e até a tarde deste sábado, mais de 60% dos leitores queriam que sua seleção perdesse para o Brasil, evitando assim o cruzamento com os americanos nas semifinais. O brasileiro Marcelinho Huertas não acredita que os atuais vice-campeões olímpicos entrem para perder na segunda. Ele cita o caso do badminton, em que duplas da China, Coreia do Sul e Indonésia tentaram entregar seus jogos no fim da primeira fase para pegar um adversário teoricamente mais fraco. Oito atletas foram excluídas dos Jogos de Londres.
- Pode ser até arriscado para eles. Depois do que aconteceu com o badminton, está todo mundo de olho. Seria uma mancha muito grande para o basquete espanhol. Não acredito que façam isso, pelo menos de maneira descarada. Além do mais, os Estados Unidos vinham de uma atuação brilhante contra a Nigéria, quebraram não sei quantos recordes, e hoje ganharam da Lituânia por milagre - avaliou Huertas após a vitória tranquila sobre a China neste sábado.
Diante da possibilidade de os espanhóis perderem para evitar o confronto com os americanos nas semis, o brasileiro Guilherme Giovannoni brincou:
- Mas aí eles não precisariam disputar as quartas antes? Pulariam direto para a semi? A gente pensa um jogo de cada vez. Temos que fazer o nosso melhor e entrar para ganhar. A Espanha continua sendo favorita a uma medalha, com jogadores que estão na NBA, outros que saíram da NBA. Mas também temos qualidade - afirmou o ala-pivô.

fonte : http://globoesporte.globo.com/olimpiada ... semis.html
Anexos
vamos.jpg
 
Brasil leva susto e vaias, mas Neymar e Damião põem time de Mano na semi



Honduras deu mais trabalho do que se imaginava. A torcida adversária se aliou aos britânicos para perseguir Neymar. A atuação dos comandados de Mano Menezes ficou longe de encher os olhos. Ingredientes de um filme dramático, mas com final feliz. A seleção brasileira fez 3 a 2 neste sábado, em Newcastle, e se classificou para disputar a semifinal das Olimpíadas de Londres, terça-feira, contra a Coreia do Sul, que eliminou a Grã-Bretanha nos pênaltis. Garantiu ao menos a disputa pelo bronze e ficou a dois passos da tão sonhada medalha de ouro.
Em Newcastle, Leandro Damião perdeu a chance de tornar o jogo tranquilo aos 30 segundos, mas depois participou dos três gols. Fez dois e sofreu o pênalti convertido por Neymar. Ah, Neymar... O craque vai deixar a Inglaterra detestado. Neste sábado, enlouqueceu os marcadores e torcedores com seus dribles e as faltas sofridas. Com exceção de alguns tradicionais exageros, o jogador realmente foi alvo dos hondurenhos. Sem violência.
A cada vez que pegava na bola, Neymar ouvia muitas vaias. No início, só da torcida de Honduras, que estava em bom número no St. James Park, em Newcastle. Depois, os locais se uniram e o som ficou mais forte, lembrando o ocorrido no amistoso contra a Grã-Bretanha, em Middlesbrough, quando suas simulações foram condenadas pelo público.
O camisa 11 nem ligou. No momento de maior dificuldade, assumiu a responsabilidade de ser a grande estrela do futebol olímpico e foi importantíssimo para que o Brasil desse mais um passo rumo ao ouro.
Se na terça-feira, em Manchester, a seleção brasileira enfrentará a Coreia do Sul, Honduras volta para casa com a sensação de dever cumprido. Com um futebol quase amador e um jogador a menos, fez o Brasil sofrer até o último minuto para conseguir a classificação.Mano Menezes começou com uma novidade. O goleiro Gabriel, que chegara a Londres sem credencial, apenas para treinar, e ganhou vaga na lista graças à lesão de Rafael, botou Neto no banco de reservas.
Aos 30 segundos de jogo, o Brasil teve chance de fazer 1 a 0. Leandro Damião, outro que voltou ao time no lugar de Alexandre Pato, ganhou facilmente do zagueiro e saiu na cara de Mendoza. Bateu de fora da área, e a bola saiu à esquerda do gol. Aos dez minutos, então, a Seleção estaria com o jogo definido se Oscar e Neymar tivessem aproveitado outras chances. Mas a realidade, quem diria, era mais dura. Aos 12, Honduras estava na frente.
Um lance despretensioso, que começou num raro erro de passe de Thiago Silva, contou com erro de marcação de Rafael e Juan e terminou num inacreditável chute de Martinez, no ângulo de Gabriel. Festa hondurenha em Newcastle. E a aparente tranquilidade do início da partida começou a se transformar em drama.
O domínio brasileiro sumiu. As rápidas trocas de passes entre os jogadores de frente e o perigoso apoio dos laterais deram lugar ao nervosismo. Por isso, Neymar resolveu assumir a responsabilidade. Ainda sem brilho, chamou a bola para si e tentou arrancadas. Foi a chave para os adversários começarem a abusar das faltas.

Árbitro alemão expulsa Crisanto após hondurenho
fazer duas faltas seguidas (Foto: Agência Reuters)
Em menos de um minuto, Crisanto dificultou demais a vida de seu país. Fez duas faltas (a segunda em Neymar) e recebeu dois cartões amarelos - o segundo muito rigoroso - do árbitro alemão Felix Brych. Expulso.
Com um a mais, o Brasil voltou a crescer, mas o gol foi chorado demais e contou com a colaboração da zaga. Hulk avançou pela direita e cruzou. Mendoza saiu mal, Peralta ajeitou, Velasquez ficou olhando e Damião, de carrinho, empatou.
Com medo da compensação do árbitro, Mano Menezes trocou Sandro, com cartão amarelo, por Danilo ainda na primeira etapa. E a virada parecia questão de tempo. Parecia...
Neymar e Damião salvam má atuação
O cabeludo Espinoza era o melhor de Honduras em campo. E logo no comecinho do segundo tempo jogou um balde de água fria em quem pensava que os últimos 45 minutos das quartas de final, com o Brasil tendo um a mais, seriam só para cumprir tabela. Juan errou na saída de bola, e Gabriel demorou uma eternidade para saltar em direção à bola, que saiu de fora da área e foi entrando, sem força, no canto direito: 2 a 1. Zebra?
Zebra, nada. Leandro Damião dividiu com Velasquez e foi ao chão. O árbitro alemão deu pênalti e aumentou ainda mais as vaias para Neymar. O garoto ajeitou, e, a cada passo rumo à bola, os gritos contra ele aumentavam. A finalização certeira calou quase todo o estádio.

Leandro Damião comemora o seu quarto gol nas Olimpíadas: vice-artilheiro em Londres (Foto: Agência AP)
O atacante do Santos, que trocou duas vezes de chuteiras no jogo, continuou tirando os rivais para dançar, centralizando o jogo em si, sofrendo faltas, provocando cartões amarelos e irritando hondurenhos e europeus nas cadeiras do St. James Park. E tinha também a ajuda valiosa de Leandro Damião. Após bela tabela, o centroavante girou com facilidade em cima do capitão Leveron e, finalmente, fez o que poderia ter feito com 30 segundos: colocou o Brasil em vantagem. O camisa 9 agora é vice-artilheiro das Olimpíadas, com quatro gols, um a menos que o senegalês Konate, já eliminado.
Mais uma vez a sensação era de que o Brasil, em vantagem numérica e no placar, ia disparar e ampliar o placar. Engano. A melhor chance de gol antes do apito final foi dos bravos hondurenhos, depois de péssima saída de gol de Gabriel. Espinoza, caído, só não empatou porque a zaga dividiu e provocou novo escanteio. Já nos acréscimos, o meia-atacante foi expulso, abraçou os brasileiros e deixou o campo muito aplaudido.
Sob os olhares atentos de Joseph Blatter, presidente da Fifa, e dos homens fortes da CBF, José Maria Marín e Marco Polo del Nero, em vez de garantir a vitória, a Seleção preferiu esperar o tempo passar. As substituições não surtiram efeito, o goleiro escalado continuou sem transmitir segurança... Muito menos do que poderia ser feito contra dez atletas de Honduras. E muito, muito menos do que o Brasil vai precisar nos próximos jogos, na luta pelo ouro inédito.

fonte : http://globoesporte.globo.com/olimpiada ... -semi.html
Anexos
bebe2.jpg
bebe1.jpg
bebe1.jpg (25.77 KiB) Visto 82 vezes
bebe.jpg
 
[email protected]@L Escreveu:cara belo topico
parabens



Ser gostou dar joinha ajudará tambem