•  
     

Messi brilha mais uma vez, Barça vence o Porto e fatura a Supercopa



Argentino abre o placar e dá assistência para belo gol de Fàbregas: 2 a 0. Guardiola chega a 12 títulos e supera recorde de Cruyff no time espanhol

Os três últimos títulos do Barcelona têm a marca de Lionel Messi. Depois de marcar nas decisões da Liga dos Campeões 2010/2011 e da Supercopa da Espanha deste ano, o camisa 10 balançou a rede nesta sexta-feira em Mônaco e deu o passe para Fàbregas na vitória de 2 a 0 sobre o Porto, que deu ao time de Pep Guardiola a taça da Supercopa da Europa.

A partida colocou frente a frente os vencedores das últimas Liga dos Campeões (Barça) e Liga Europa (Porto). Esta foi a quarta vez que o clube catalão conquistou o troféu, repetindo os feitos de 1992, 1997 e 2009. O time português só faturou o torneio em 1987. Com a conquista, Guardiola chegou a 12 títulos pelo Barcelona e superou o recorde de Johan Cruyff (11): três títulos do Campeonato Espanhol, uma Copa do Rei, três Supercopas da Espanha, duas Ligas dos Campeões, um Mundial de Clubes e duas Supercopas da Europa.

Guardiola escalou os laterais Daniel Alves e Adriano como titulares do Barça. No Porto, Vítor Pereira contou com o goleiro Helton, o volante Souza e os atacantes Hulk e Kléber desde o início, e Fernando entrou na etapa final.

Em maio, Messi fez um gol na vitória do Barcelona por 3 a 1 sobre o Manchester United na final da Champions. Após mau desempenho na Copa América e férias, o craque voltou ao time catalão conquistando o título da Supercopa da Espanha: no segundo jogo, marcou duas vezes no 3 a 2 no Camp Nou.

VEJA GALERIA DE FOTOS DA DECISÃO DA SUPERCOPA EM MÔNACO
Imagem
Nesta sexta, o Porto começou pressionando o Barça e teve boas chances de abrir o placar. A melhor foi aos 12, quando Hulk pedalou na frente do rival dentro da área e chutou rente à trave direita de Victor Valdés.
Imagem
Apesar do domínio português, o time espanhol chegou ao gol aos 38 minutos. Com boa dose de ajuda do rival. Guarín foi tentar cortar a bola perto da área, mas acabou tocando para trás e deu uma "assistência" para Messi: o argentino invadiu a área, driblou Helton e colocou 1 a 0 no telão do estádio Louis II.

Na etapa final, o Barça conseguiu controlar a partida e passou poucos sustos. Messi chegou a balançar a rede de novo, com mais um drible em Helton, mas o árbitro anulou corretamente por impedimento.

Nos minutos finais, Guardiola tirou Pedro para a entrada de Fàbregas, principal contratação do campeão europeu na temporada. Aos 39, Messi partiu em contra-ataque e foi derrubado por Rolando, que já tinha cartão amarelo e foi expulso.

Com um a mais, a equipe catalã chegou ao segundo gol com estilo aos 42: Messi cruzou da direita, Fàbregas matou com o peito na área e, sem deixar a bola tocar no chão, bateu sem defesa para Helton. Golaço de campeão.

Antes do apito final, Guarín deu um carrinho violento em Mascherano e recebeu o cartão vermelho. Aos 46, Helton salvou o Porto de levar o terceiro ao defender bom chute de Iniesta. Mas a festa já estava preparada.



Fonte : http://globoesporte.globo.com/futebol/f ... rcopa.html
Página inicial