•  
     

Time de Zico vence Jogo das Estrelas no Rio

Pela primeira vez realizado no Engenhão, já que o Maracanã passa por reformas que visam a Copa do Mundo de 2014, o Jogo das Estrelas teve a sua oitava edição neste domingo à tarde e o time de Zico, dono da festa, saiu vencedor. A sua equipe, que vestiu camisa vermelha, venceu por 8 a 6 uma formação que usou uniforme branco.

A equipe do maior ídolo da história do Flamengo contou com a presença de ex-craques como Jorginho, Júnior e Romário, este último que participou pelo segundo ano seguido do confronto, após fazer as pazes com Zico no ano passado. Até então, eles estavam brigados desde meados de 1998, quando o ex-jogador fazia parte da comissão técnica dirigida por Zagallo que cortou Romário, por lesão, da Copa do Mundo daquele ano.

Mesmo com o braço direito imobilizado, por causa de uma lesão sofrida recentemente, Zico brilhou com passes precisos que resultaram em gols de sua equipe no jogo festivo que contou com a presença de mais de 23 mil pessoas no Engenhão. O dinheiro arrecadado no confronto será destinado a quase 30 instituições filantrópicas.

"Obrigado mais uma vez à imprensa, à torcida e aos atletas. E obrigado especialmente ao presidente do Botafogo, Maurício Assumpção, que quer manter a festa aqui e quer acertar tudo para o próximo ano. É um momento de muita alegria e felicidade para todo mundo", afirmou Zico, em entrevista ao canal SporTV, logo após ser substituído no segundo tempo do confronto beneficente.

Já Romário, que fez três gols na partida e formou dupla de ataque com Emerson, do Fluminense, festejou o fato de ter marcado presença com destaque e ajudado Zico a ajudar pessoas carentes. "Fazer gol é sempre bom, independentemente de qualquer jogo. Fazer gol em uma festa dessa é muito bom, para ajudar crianças e instituições de caridade", disse o agora aposentado artilheiro, que assegurou não sentir falta de atuar profissionalmente. "Não sinto saudades não. Parei no tempo que tinha que parar e agora eu deixo espaço para os mais novos", disse.

Emerson, por sua vez, fez dois gols no duelo festivo e brincou ao comentar a atuação de Zico e Romário, após o final do primeiro tempo. "Vou ter uma conversa com eles no vestiário e ver se convenço eles a voltar a jogar, pois acho que ainda dá pra eles jogarem", disse Emerson, sorrindo.

Já pelo time de branco, o meia Carlos Alberto, do Vasco, e o veterano atacante Túlio, ainda em atividade, fizeram dois gols cada um e foram os principais destaques.

A equipe dos dois jogadores também contou com a presença do lateral Léo Moura, do Flamengo, e dos ex-jogadores flamenguistas Andrade e Adílio, contemporâneos de Zico, além de Vágner Love, do CSKA Moscou, e Renato Gaúcho, hoje técnico do Grêmio.

O atacante Adriano, o zagueiro Juan e o goleiro Júlio César também foram ao Engenhão neste domingo, mas não entraram em campo. O primeiro deles, inclusive, estava pré-escalado para fazer dupla com Romário, mas confessou que desistiu de atuar por ter chegado atrasado ao local do evento.

Fonte: Estadao