•  
     

Splinter Cell Conviction

Splinter Cell Conviction


Imagem

Em Tom Clancy’s Splinter Cell: Conviction, Sam Fischer teve sua honra, história e reputação roubadas e deve se disfarçar e arranjar modos nada convencionais para reestabelecer seu cargo de agente secreto ou, ao menos, ter sua vida de volta. Com isso, Conviction se passa durante o dia, ao contrário dos títulos anteriores, onde a furtividade de se esconder no escuro imperava. Sob a luz do dia, Sam vale-se de todos os modos possíveis que provem sua inocência; isso inclui se esconder no meio da multidão, usar objetos do cenário como defesa ou para se ocultar além é claro de improvisar de várias maneiras, já que seus equipamentos de última geração e armamentos especiais não estarão disponíveis.
Durante o jogo que não é mais apenas se esconder no escuro e atacar furtivamente, o raciocínio rápido e o movimento rápido do personagem prevalece. Pois agora não tem como não ser visto uma fase inteira. Quando um inimigo te ve ele guarda sua posição, assim, você deve mudar de posição e verá o inimigo atirando onde você estava. (Aparece um esboço de onde você estava na tela).

Tecnicamente, o jogo se destaca pelos efeitos de luzes incomparáveis e um cenário bastante dinâmico, com várias pessoas interagindo de maneira inteligente.