•  
     

Senha do Banco Central da França era "123456"

Imagem

Certamente, a senha que você utiliza em sua conta de email é muito mais eficiente do que a que era utilizada pelo Banco Central da França. A instituição entrou em alerta nesta semana, imaginando que pudesse ter sido hackeada.

Após uma rápida busca, as autoridades descobriram com facilidade quem é que havia sido o autor da façanha de acessar o seu sistema via telefone. Contudo, ao encontrar o suspeito, perceberam que, na verdade, o problema era muito pior.

O autor do acesso, que não teve a sua identidade revelada, não era nenhum gênio da informática, mas sim um cidadão comum que, acidentalmente, havia digitado a senha mais óbvia possível: “123456”. Sim, acredite: a senha de um dos maiores bancos da França era a sequência numérica mais óbvia possível. Além disso, posteriormente, foi descoberto que a senha “654321” também funcionaria.

Diante de uma falha tão grotesca de segurança, o “invasor” do sistema do Banco Central da França foi liberado sem precisar prestar maiores esclarecimentos. Já o sistema o bancário, garante a instituição, ganhou uma nova senha mais complexa o que, convenhamos, não é muito difícil, não é mesmo?