•  
     

São Paulo aposta na sua fortaleza

Quatro jogos separam o São Paulo do sonho de voltar à Libertadores após dois anos de ausência, mas antes de começar a sonhar com a competição continental, o Tricolor primeiro precisa levar a Copa do Brasil. Quando entrar em campo para enfrentar o Coritiba hoje, às 21 horas, no Morumbi, a equipe precisará lutar contra o estigma de nunca ter conquistado o título do segundo maior torneio do País e fazer prevalecer os altos investimentos da diretoria em reforços sobre o elenco menos badalado (e mais entrosado) do adversário.

Considerar os paulistas favoritos única e exclusivamente por causa da sua projeção nacional é cair em uma armadilha. Apesar de não gozar da exposição do rival, o Coritiba tem números que o credenciam a disputar a vaga de igual para igual: são três semifinais na Copa do Brasil nos últimos quatro anos, um técnico que está com o grupo desde 2010 e uma equipe entrosada que levou apenas três gols nos oito jogos de sua caminhada até aqui.

"É importante nossos atletas terem confiança e acharem nosso time melhor, mas isso precisa ser demonstrado em campo. Eles terão meu total apoio e confiança para fazê-lo, mas dizer que é melhor antes de entrar em campo, não", afirmou Leão.

Vencer é a prioridade absoluta, ainda mais sem sofrer gols. Por isso a postura será agressiva, mas Leão abrirá mão da formação com três atacantes para reforçar o meio com Casemiro, que terá liberdade para articular as jogadas ao lado dos meias Jadson e Cícero.

O treinador não quer dar espaços para o rival contra-atacar e os atletas sabem que será preciso paciência para construir o resultado. Até aqui a receita tem dado certo e a equipe venceu os três jogos no Morumbi, todos por mais de um gol de diferença.

"Sabemos que será um jogo muito difícil e precisamos ter a consciência de que é um jogo de 180 minutos. Não podemos sair afoitos para o ataque, mas precisamos buscar um bom resultado com o apoio da nossa torcida para ir para Curitiba mais tranquilos", analisou o lateral-esquerdo Cortez. A boa notícia é que, dessa vez, o elenco estará, salvo os que se recuperam de cirurgia, completo.

Foram três semanas de espera, mas chegou a tão aguardada hora. A receita para o sucesso na Copa do Brasil pede que uma etapa seja pensada de cada vez, por isso nada melhor do que começar a arrancada final em busca do sonhado título com um passo firme dado dentro do Morumbi. Lugar melhor para os são-paulinos certamente não há.

Fontes: http://www.estadao.com.br/noticias/impr ... 6179,0.htm