•  
     

Santos sugere que Corinthians é favorecido por Mano e CBF após derrota na Vila

Ainda irritado por causa da derrota no clássico, o presidente santista Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro disse que fica com "uma pulga atrás da orelha" quando pensa na relação entre Mano Menezes, Andres Sanches e o Corinthians.

O cartola fala de uma "estranha coincidência" o fato de nenhum corintiano ter sido chamado para os amistosos da seleção que antecederam a semifinal da Libertadores. Neymar e Rafael, por outro lado, foram chamados, assim como Ganso, que acabou cortado.

Luis Alvaro acha que o atacante está esgotado por conta da rotina de jogos com o time de Mano. O Santos perdeu por 1 a 0. E precisa vencer na quarta-feira que vem para chegar à final.

"Eu já vinha elucubrando de modo silencioso. O que aconteceu ontem me faz botar tudo para fora. Vi o Neymar em um estado de total exaustão mental, me faz ficar com a pulga atrás da orelha", desabafou o presidente. "Não faço nenhuma acusação formal, mas o Corinthians foi campeão brasileiro, tem a melhor defesa do Brasil, é semifinalista da Libertadores, tem meio-campistas como Ralf e Paulinho que são fora de série, um zagueiro firme como [Leandro] Castán, um cara que desequilibra como o [Emerson] Sheik, e não houve nenhum convocado do Corinthians."
Imagem
Neymar, do Santos, disputa bola durante partida seminifinal da Libertadores, na Vila Belmiro, em Santos

"Essas coisas me deixam um pouco intrigado, especialmente lembrando que o Andres Sanches é diretor de seleções e ex-presidente do Corinthians, e o Mano Menezes é ex-técnico do Corinthians", continuou o cartola.

Questionado se temia que dar essas declarações após a derrota soaria como oportunismo, o cartola negou. "Eu não tinha visto o Neymar num estado de nervosismo como eu vi ontem. Eu não tinha visto os jogadores comentarem com o técnico que o Neymar estava no limite da exaustão. A ideia ficou mais clara na minha cabeça, a minha convicção se reforçou depois do jogo de ontem. Não é oportunismo, seria oportunismo se eu explicasse o resultado de ontem por causa do juiz, por causa de pancadas, e eu não falo isso, ganhou quem foi melhor", declarou.

Luis Alvaro relatou uma conversa em que pediu ao diretor de seleções para que a CBF não convocasse jogadores santistas na semifinal da Libertadores. O pleito teria sido negado com o argumento de que era preciso testar Neymar no time olímpico. "Neymar é Neymar, já provou isso para todo mundo, não precisa ser testado", rebate o santista.

O presidente, porém, destacou que o cansaço do atacante não é a causa derrota. "Estou encafifado e pensando na intimidade dos meus botões que estranhas coincidências são essas, não justifica o resultado de ontem, venceu o time que jogou melhor, que foi o Corinthians, mas o Neymar estava esgotado."

O santista também disse que seus jogadores sofrem quando voltam da seleção porque a preparação física e o tratamento que recebem com a CBF seria diferente do dispensado pelo Santos. "No sub-19, os quatro jogadores do Santos convocados levaram um mês para recuperar peso e massa muscular, o jogador sofre, isso tem sido absolutamente recorrente com todos os jogadores do Santos que voltam da seleção."

Procurada, a assessoria de imprensa do Corinthians disse que o clube não se pronunciará oficialmente. A CBF ainda não havia respondido até a publicação desta reportagem.