•  
     

Samsung apresenta tela à prova de marteladas!

Em um momento de distração, um esbarrão na mesa joga aquele smartphone topo de linha – e recém-adquirido – ao chão, com a tela voltada para baixo. Isso, naturalmente, acontece no dia em que a faxina está acontecendo e, portanto, o tapete que sempre estaria ali se encontra pendurado na janela para tomar sol. Resultado: tela trincada e visita agendada à assistência técnica.

Pensando em evitar justamente essa parada para manutenção, a Samsung está desenvolvendo um novo processo de fabricação de telas AMOLED. Praticamente inquebráveis, flexíveis e seguros, estes dispositivos devem começar a aparecer em equipamentos de consumo a partir de 2012.

Novos materiais

A tecnologia envolvida nas novas telas da Samsung é relativamente simples. Os pesquisadores da companhia trocaram algumas das variedades de plástico utilizadas na composição da tela depositando o TFT (“thin film transistor” – transistor em filmes finos) –, responsável pela geração da luz que forma as imagens –, sobre polyimide (PI), ao invés da proteção de vinil utilizada atualmente.

Novas características

Trocar os materiais de um produto quase sempre resulta em um novo conjunto de características no artefato pronto. No caso da tela AMOLED da Samsung, a resistência a choques é apenas uma das vantagens obtidas com o uso da polyimide.

A maior flexibilidade do conjunto – mesmo durante o funcionamento – é outro ganho significativo das novas telas, e possibilitam o desenvolvimento de gadgets ainda mais inovadores. Formatos diferenciados e até mesmo a mudança de conformação passam a ser possíveis com displays não rígidos, como você vê em alguns conceitos desta galeria do Baixaki.

Além disso, o composto utilizado também favorece a visualização da tela, por permitir a melhor transmissão da luz gerada no painel TFT. Assim, todo o potencial do AMOLED – maior contraste, melhor reprodução de cores e a independência de iluminação traseira – passa a ser utilizado.

Uma dúvida persiste

Imagem

O digitalizador – componente responsável pela sensibilidade ao toque – acoplado às telas é colocado sobre a área visível, para permitir o reconhecimento do contato de canetas ou dedos. No vídeo de demonstração e no material escrito a respeito da nova tecnologia, a Samsung não revela se a tela exibida já tem o digitalizador, ou se é apenas o equipamento de formação de imagem.

Pela posição do equipamento de sensibilidade, de nada adianta a tela da Samsung ser inquebrável, se ao menor impacto o funcionamento da touchscreen for comprometido.

Em um futuro próximo

Segundo especialistas da indústria – como informa o site coreano etnews –, “a tecnologia da SMD (Samsung Mobile Displays, divisão de telas para portáteis da empresa) avança mais rapidamente do que esperado. Isso torna ainda mais urgente a necessidade da empresa em alcançar preços competitivos para produção em massa a partir de 2012”.

Ou seja, ainda que não seja um lançamento, a tecnologia da tela flexível, leve e inquebrável estará em breve nas mãos dos consumidores.

Imagem

========================================================================

Créditos: Baixaki
 
interessante :D
aheeuahieah

curti ;p