•  
     

Psicologia organizacional

Ir para: navegação, pesquisa




Psicologia











História da psicologia




Tópicos em psicologia





Aprendizagem · Cognitiva
Desenvolvimento
Evolutiva · Experimental
Neuropsicologia · Personalidade
Positiva · Psicodiagnóstico
Psicofísica · Psicopatologia
Social · Subjetividade



Ciências aplicadas





Clínica · Educacional/escolar
Esporte · Forense/jurídica
Hospitalar · Organizacional
Saúde · Trabalho




Listas





Outline · Publicações
Tópicos · Terapias



Portal




v • e


A Psicologia Organizacional, inicialmente denominada como Psicologia Industrial, estuda os fenômenos psicológicos presentes nas organizações. Mais especificamente, atua sobre os problemas organizacionais ligados à gestão de recursos humanos (ou gestão de pessoas).

23,6% dos psicólogos trabalham na área organizacional, o que a torna a segunda maior área da psicologia. [1]

A psicologia está ligada a empresas atualmente, seja no bem-estar de cada um dos colaboradores, até mesmo nas emoções geradas num ambiente de trabalho.

Tradicionalmente, as principais áreas da psicologia organizacional são: recrutamento, seleção de pessoal, treinamento e diagnóstico organizacional.

Algumas das principais atividades do psicólogo organizacional:
Analisar cargos e salários;
Realizar seleção e recrutamento de novos funcionários;
Aplicação de testes psicológicos (atividade exclusiva para psicólogo);
Realizar pesquisa sobre os sentimentos e emoções dos funcionários;
Organizar o treinamento de habilidades dos profissionais;
Organizar um clima organizacional mais eficaz;
Resolver situações de conflitos entre funcionários;
Projetar sistema de avaliação de desempenho;
Avaliar a eficácia de uma prática específica.

O psicólogo organizacional deve buscar alcançar níveis de excelência de qualidade por toda a organização