•  
     

Produtor de Homefront não teme Medal of Honor e Call of Duty

O grupo americano THQ, proprietário do videogame de ação militar Homefront, disse que não tem medo das próximas versões dos jogos Call of Duty e Medal of Honor. Conforme o site Gamespot, já há planos para Homefront 2 (e o primeiro nem saiu).

O jogo é desenvolvido pelo estúdio Kaos, da cidade de Nova York, Estados Unidos, que assinou a produção de Frontlines: Fuel of War (2008).

Em março de 2010 chegará a vez de Homefront (Kaos/THQ) entrar naquela que deve ser "a maior batalha pelo mercado de videogame durante os próximos anos". Homefront é um título de ação, focado na temática da "guerra", o mesmo gênero de Call of Duty: Modern Warfare 2 (Infinity Ward/Activision), videogame que faturou mais de US$ 550 milhões de dólares nos primeiros cinco dias após seu lançamento e se tornou o maior recordista na indústria do entretenimento, superando as marcas de todos os videogames, seriados televisivos, músicas e filmes da história.

Jogos de guerra sempre tiveram uma grande fatia do mercado de videogames, que é maior que o somatório dos mercados de cinema e música. E após Modern Warfare 2, a importância e o faturamento do gênero "guerra" foi ampliado, e muito.

A distribuidora THQ admite ter grandes planos para Homefront, que aborda como seria uma guerra entre a Coréia do Norte e os Estados Unidos.

"É uma de nossas grandes apostas", disse o diretor (da linha de videogames Hardcore) da THQ, Danny Bilson. "As pessoas me perguntam: 'Por que entrar no espaço onde está Call of Duty?', E respondo que eu sei que nós podemos competir", explica o executivo.

Trilogia prematura
E mesmo com o primeiro episódio de Homefront chegando daqui a quatro meses, já há planos para o segundo, o terceiro, e quem sabe mais.

"O primeiro videogame é o início de uma história. Vamos narrá-la como se fosse um seriado, com momentos-chave. Nós vamos continuar essa história (por meio de conteúdos adicionais; expansões) até que chegue Homefront 2", falou o executivo.

Bilson disse que as expansões (vendidas via comércio eletrônico, exclusivamente) trarão uma mistura de coisas para a campanha solo e para os modos multijogador.

E o blog Kotaku diz que há pré-produção para uma trilogia Homefront.

Sem medo, mas com pedigree
Durante o evento FBR Capital Markets 2009 Fall Investor Conference, Bilson foi questionado sobre onde fica Homefront na competição contra as séries Call of Duty (Activision) e Medal of Honor (Electronic Arts), que têm lançamentos programados para o fim de 2010.

Em resposta, Bilson apontou a narrativa talentosa e modos multiplayer com "pedigree". O executivo lembrou que o estúdio responsável por Homefront, Kaos, nasceu do antigo estúdio Trauma, criador de Desert Combat, mais popular e respeitada "mod" (versão modificada) do videogame Battlefield 1942.

Bilson ainda mencionou o envolvimento do cineasta John Milius no videogame. Milius foi roteirista do clássico filme de guerra Apocalypse Now! (1979), do seriado Rome (2005-2007) e do videogame Medal of Honor: European Assault (2005), entre outras coisas. Toda a história e as tramas terão sua mão.

Homefront (produção: Kaos Studios / distribuição: THQ), PC, PS3, X360.
Estréia:
América, março de 2010
Ásia, março de 2010
Europa, março de 2010
Oceania, março de 2010

Matéria de Darius Roos ao site : http://www.terra.com.br
Retirado de : http://games.terra.com.br/interna/0,,OI ... +Duty.html