•  
     

Prefeitos do RS exigem vacina contra H1N1.

Os prefeitos gaúchos vão exigir do Estado o fornecimento de vacinas contra a gripe A para toda a população do Rio Grande do Sul. Atualmente, a vacina é fornecida gratuitamente apenas para o grupo de risco, composto por crianças de seis meses a dois anos, idosos, gestantes, doentes crônicos, indígenas e profissionais de saúde.
A moção foi proposta durante o 32º Congresso de Municípios do Rio Grande do Sul, que se encerra nesta sexta-feira (6) em Canela, na Serra. O documento foi aprovado com unanimidade pelos prefeitos presentes.
Além das vacinas, os prefeitos também exigem o fornecimento do medicamento antiviral Oseltamivir, conhecido comercialmente como Tamiflu, para o tratamento da doença. Segundo a Secretaria Estadual da Saúde (SES), isto já está sendo feito.
Os prefeitos também foram orientados a adotar medidas preventivas para evitar a contaminação pelo vírus H1N1, como a antecipação das férias escolares nas redes municipal e estadual, mediante acordo com a Secretaria de Educação, e a suspensão de eventos coletivos.
Uma reunião extraordinária da diretoria da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) foi convocada pelo presidente da entidade, Ary Vanazzi. O objetivo é agendar uma reunião com Secretaria da Saúde para apresentar as reivindicações e cobrar as medidas necessárias para conter o avanço da doença.
Até agora, 15 pessoas já morreram em decorrência da gripe A no Rio Grande do Sul em 2012, uma a mais do que no ano passado. De acordo com o boletim do Centro Estadual de Vigilância em Saúde divulgado na quarta-feira (4), 99 casos da doença já foram confirmados.