•  
     

Poloneses fazem história e conquistam tri da WCG

Imagem


Filip “Neo” Kubski e companhia fizeram história mais uma vez. Em 2006 pelo Pentagram, em 2009 como AGAIN e em 2011 defendendo o ESC Gaming. O time polonês é tricampeão da Samsung World Cyber Games, a Olimpíada dos esportes eletrônicos. Na madrugada deste domingo (11), a equipe conquistou o título ao derrotar o sueco SK Gaming por dois mapas a um.

Foi a terceira vitória em finais contra o SK neste ano. O triunfo rendeu aos poloneses o prêmio de 25 mil dólares. O time sueco, com o vice-campeonato, receberá 6 mil, e o Moscow Five, que venceu o NEXT e terminou na 3ª colocação, terá direito a 3 mil.

Virada espetacular

O primeiro mapa do confronto foi dust2. O SK venceu o pistol de TR com três kills de Patrik “f0rest” Lindberg na B2. O time sueco posicionou-se muito bem no mapa e não permitiu que o ESC Gaming se movimentasse. Os primeiros oito rounds foram de domínio total e abosoluto dos suecos. Porém, quando os poloneses passaram a jogar agressivamente, como haviam feito em outras partidas, a diferença foi diminuindo gradativamente. Com Neo avançando pelo meio e belíssima atuação de Jarosław “pasha” Jarząbkowski, o ESC conseguiu seis rounds no 1º half.

No pistol de TR, o ESC tentou um split B2, mas Robert “RobbaN” Dahlström segurou bem e ampliou o placar para o SK. No primeiro round armado, o time polonês repetiu a tática e deu certo. Nos rounds seguintes, o ESC passou a dominar as ações, entrando com facilidade nos bombs e obrigando os adversários a guardarem as armas em diversos momentos, deixando a partida ainda mais equilibrada. Porém, foi em um round eco que a equipe da Polônia empatou. Depois, com uma entrada sincronizada na varanda, virou. Na frente do placar pela primeira vez, o ESC continuou organizado e venceu por 16-12.



Imagem


Trem sueco atropela poloneses

Na train, começando de TR, o SK Gaming entrou na B2 e, com um belíssimo tiro de f0rest, venceu o pistol. O ESC tentou surpreender comprando no terceiro round, mas o SK levou a melhor e abriu 3-0. Depois 4-0, 5-0 e assim sucessivamente até a impressionante marca de 13 rounds vencidos e nenhum perdido. O time sueco jogava com agressividade, organização e variava muito bem as táticas entre B1 e B2. A superioridade era tanta que os poloneses só venceram o seu primeiro round com a colaboração de Marcus “Delpan” Larsson, que deu TK em um companheiro e deixou os adversários na vantagem. O 1º half terminou em 13-2 para o SK, que perdeu o pistol de CT. O ESC, então, fez mais dois rounds. E só. Vitória dos suecos por expressivos 16-05.


Imagem

Disputa emocionante pelo título

O mapa que decidiu o título, tuscan, foi emocionante e os 30 rounds precisaram ser jogados para que se conhecesse o campeão. O ESC venceu o pistol de TR sem perder nenhum jogador ao entrar na B1. No terceiro round, o SK Gaming venceu com eagles e se empolgou, abrindo 6-2. A impressão era de que os suecos repetiriam a exibição de gala da train, mas o time polonês não se entregou e buscou o empate, abusando das entradas fundo e porta. O ESC virou a partida, mas viu os adversários ganharem um round forçado, empatando novamente. Na sequência, o representante da Suécia segurou muito bem o rush rápido e foi para o 2º half vencendo por apertados, porém importantes, 8-7.

No pistol de TR, o SK tentou fazer fake, com o f0rest na B1 e o restante da equipe na B2. Os poloneses não caíram e conseguiram levar o primeiro round. O ESC, mesmo enfrentando eagles e AKs, abriu 10-8. O SK continuou bem distribuído no mapa. O empate persistiu em 10-10 e 11-11, até que a equipe sueca tomou a liderança do placar com belo jogada de f0rest no meio. O lado favorável na tuscan ainda não é uma unanimidade. O ESC provou que, com organização, é possível tomar o controle mesmo estando de CT. Foi isso que fez nos rounds seguintes, quando passou a avançar e cruzar os tiros, chegando a 15-12. Era o “championship point”. Mas quem disse que o SK se entregaria? Os suecos venderam caro a derrota, chegando nos 15-14. Com algumas famas em mãos, o ESC Gaming parou o ataque adversário, fechou a partida e conquistou o título.

Imagem

Este é o terceiro título da equipe, mas o primeiro de pasha, que entrou na equipe em Janeiro de 2010 para substituir Łukasz “LUq” Wnek. É interessante observar que em todas as conquistas, os poloneses derrotaram times suecos (NiP em 2006, fnatic em 2009 e agora SK em 2011). Quem será a próxima vítima dos “Golden Five”?

Você pode ter todos os detalhes da World Cyber Games 2011 na cobertura do MIBR. Clique aqui para acessar.

http://www.mibr.com.br/2011/12/polonese ... ri-da-wcg/