•  
     

Polícia mata 2 e fere pelo menos 17 em protesto na Tunísia

TÚNIS - Pelo menos duas pessoas foram mortas e 17 outras foram feridas no norte da Tunísia neste sábado, 5, após policiais terem aberto fogo a protestantes que atiravam bombas e pedras numa estação policial, reportou uma fonte do Ministério do Interior.

"Cerca de mil pessoas se reuniram em um protesto em frente à estação policial El Kef pela demissão do chefe da polícia na cidade por abuso de poder no exercício de suas atividades", disse a fonte.

Os protestantes depredaram o local com pedras e bombas enquanto tentavam invadir o local, relatou a fonte. O Ministério do Interior prendeu o chefe da polícia de El Kef após o incidente, que se seguiu à queda do presidente Zine al-Abidine Ben Ali no mês passado, evento que inspirou protestos contra os governos pelo mundo árabe.

Ben Ali, no poder há 23 anos, teve de fugir para a Arábia Saudita em 14 de janeiro após várias semanas de protestos contra a pobreza, corrupção e repressão política que também ocasionaram violentos confrontos com a polícia e dezenas de pessoas mortas.

A confiança da população na polícia tem estado bastante baixa desde o início dos protestos, com muitos tunisianos acusando oficiais de assassinarem protestantes e associando-os ao presidente deposto.

Fonte: estadao