•  
     

Pnad: 25% das mulheres foram agredidas por cônjuge ou ex em 2009

Cerca de 2,5 milhões de pessoas com 10 anos ou mais foram vítimas de agressões físicas em 2009, segundo um suplemento da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) divulgado nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com os entrevistados, em 12,2% dos casos os autores da agressão são cônjuges ou ex-cônjuges da vítima. Entre as mulheres, esse número sobe para 25,9%.
Ainda em relação à autoria da agressão, 39% disseram que os agressores eram pessoas desconhecidas, 36,2%, pessoas conhecidas, 8,1%, parente, e 4,5%, policial ou segurança. O levantamento apontou também que a maioria das vítimas de agressão tem de 16 a 24 anos.
Considerando a região, o Norte e o Nordeste registraram as maiores proporções de entrevistados que afirmaram ter sofrido agressão: 1,9% e 1,8%, respectivamente. A menor, 1,4%, foi registrada nas regiões Sudeste e Sul. Em relação ao local de ocorrência, a pesquisa apontou que 25,4% das vítimas foram agredidas na própria residência, enquanto 48%, em via pública.
Dos 2,5 milhões de agredidos, 1,4 milhão não procurou a polícia para registrar o caso. Entre os motivos citados predominaram as alegações de que: a vítima não considerava importante (18,2%), tinha medo de represália ou não queria envolver a polícia (33,1%).

Font: terra.com.br