•  
     

Peru busca investidores para obra ferroviária de US$600 milhões

O governo peruano prevê convocar em dezembro investidores locais e internacionais para a segunda etapa de construção do primeiro trem elétrico para a capital do país, cujo custo está estimado em 600 milhões de dólares, disse na sexta-feira o responsável pelo projeto.

Atualmente, um consórcio formado pela brasileira Odebrecht e a peruana Graña y Montero executa a primeira etapa, com investimento de 410 milhões de dólares. A obra deve terminar em junho de 2011.

A construção de um trem elétrico para Lima começou em 1986 durante o primeiro governo do atual presidente Alan García, mas o projeto foi abandonado em meio a denúncias de corrupção e uma crise econômica no país sul-americano.

A primeira etapa do projeto inclui 22 quilômetros e prevê o transporte de 160 mil pessoas diariamente, cobrindo nove distritos onde vive um terço da população de Lima, que tem 9 milhões de habitantes, segundo dados do consórcio que constrói sua infraestrutura.

Na segunda etapa, as vias serão ampliadas em mais 12 quilômetros para transportar um total de 250 mil passageiros por dia, de acordo com os estudos de viabilidade do plano.

A inauguração do trem elétrico está programada para junho de 2011.

Fonte: www.estadao.com