•  
     

Pequeno manual para emergências vinícolas

1 Atenção à temperatura

Evite os vinhos expostos ao calor. Altas temperaturas são terríveis, porque cozinham o vinho e muitas vezes estufam a rolha, permitindo a entrada de ar e a oxidação da bebida

2 Cuidado com a luz

Evite os vinhos expostos ao excesso de luz, o que acelera o processo de oxidação da bebida

3 Nada de vinhos caros

Rótulos de mais de R$ 120 não são para o dia a dia e é melhor comprá-los nas importadoras. Ignore esse mandamento se estiver na Europa: mercados ingleses, franceses e espanhóis têm grandes rótulos à venda e geralmente a bons preços

4 Observe a cápsula

Se estiver estufada ou com vazamento é um péssimo sinal, geralmente prova de que o vinho foi exposto ao calor

5 Tampa de rosca não é defeito

Não tenha preconceito com a screwcap, a tampa de rosca: ela não é indicação de vinhos piores. Há grandes produtores usando o novo fechamento em vez de rolha

6 Não tenha medo de errar

Ouse, compre vinhos que não conhece. Se o vinho não agradar, será só uma garrafa, mas se cair no seu amor, você terá ganho um novo rótulo para variar

7 Peça ajuda

Os grandes supermercados costumam ter entusiasmados vendedores, que vão saber orientar você e tirar suas dúvidas

8 Desconfie de ofertas muito sedutoras

Se o preço for baixo demais, compre só uma garrafa e prove. Se o vinho valer a pena, volte e compre mais

9 Fique atento à idade

Certos tipos de vinhos e uvas não aguentam muito, desconfie das garrafas com mais de 5 anos na prateleira do supermercado

10 Não beba rótulos

Há deliciosos produtos em todas as faixas de preço e para todas as ocasiões. Não tenha vergonha de provar vinhos mais baratos

Fonte: estadao