•  
     

Para Robinho, seleção está ficando com a cara de Mano Menezes

Escolhido por Mano Menezes para ser o capitão do Brasil após o fracasso na Copa do Mundo, Robinho afirmou nesta terça-feira, após a vitória por 3 a 0 sobre o Barcelona B, em um jogo-treino, que a seleção está próxima do que o treinador quer.

A cada convocação vamos evoluindo mais, e o time vai ficando com a cara do Mano Menezes. É rápido na frente, mas também forte na marcação, para não ficar vulnerável”, analisou o atacante de 26 anos.

Para encarar um time repleto de reservas da base do clube catalão, o comandante da seleção apostou no 4-3-3, mesma formação utilizada no primeiro amistoso pós-Copa, na vitória por 2 a 0 sobre os Estados Unidos. As diferenças passaram pelas saídas de Ganso e Neymar, que não puderam ser convocados, para as entradas de Carlos Eduardo e Philippe Coutinho.

“Não mudou muito porque o posicionamento é o mesmo. O Ganso e o Neymar são excelentes jogadores, mas a qualidade da equipe continua a mesma”, observou Robinho. Ele deu o passe para o primeiro gol brasileiro, anotado por Lucas.

“A minha posição é quase a mesma, chegando à frente e com liberdade para armar. Aqui na seleção, Neymar e Coutinho são parecidos”, finalizou o camisa 7.


Site:http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2010/09/07/para-robinho-selecao-esta-ficando-com-a-cara-de-mano.jhtm