•  
     

Papa Bento XVI pede fim da violência na Nigéria

O papa Bento XVI fez neste domingo um apelo ao fim da violência na Nigéria, onde o número de vítimas dos atentados cometidos na sexta-feira pelo grupo islâmico radical Boko Haram já chega a 150.

O papa afirmou que acompanha com atenção o que ocorre na Nigéria. "(A violência) não resolve os problemas, só os faz crescer, semeando ódio e divisão também entre os crentes".

Na sexta-feira, vários atentados e ataques atingiram três cidades do norte da Nigéria. A autoria deles foi assumida pelo grupo Boko Haram, vinculado à rede terrorista Al Qaeda. Um desses atentados foi cometido na cidade de Kaduna, quando homens armados atacaram fiéis cristãos que se dirigiam a uma vigília em uma igreja.

O Boko Haram, cujo nome significa "a educação não islâmica é um pecado", luta para impor a Lei Islâmica (Sharia) na Nigéria, país de maioria muçulmana no norte e cristã no sul. O grupo, que já admitiu vínculos com a rede terrorista Al Qaeda, assumiu a autoria de vários ataques recentes no norte do país.