•  
     

Pan: “Não me arrependo do que faço”

Poucas horas após o site do Made in Brazil ter divulgado uma polêmica entrevista com Deisiele “gau” Martini, da equipe Firegamers Girls, contando toda a confusão que aconteceu na O2 Lan House após a competição feminina da g3x Cup, o portal Teamplay procurou Pamella “Pan” Shibuya para ouvir a versão dela da história.

Na entrevista, pan explica o que a levou a cometer este ato, critica a comunidade brasileira de CS e comenta sobre os momentos após a agressão a Tyanna “tatay” Miguel. Ela ainda revela que não se arrepende do que fez.

Confira, na íntegra:

Não é de hoje que há tantas brigas no cenário feminino de Counter-Strike. No ano passado, por exemplo, tivemos o caso (também envolvendo a tatay), em que uma das jogadoras do madchen jogou um banner da AMD em cima dela. Como todos sabemos, toda ação há uma reação. O que te levou a fazer o que fez? Teve algum motivo considerável?
Bom, começo dizendo que hoje existe muita gente que acha que conhece as pessoas, ou seja, conversa hoje, passa a ser um colega e chega a virar “‘amigo” amanhã. No caso da comunidade do Counter-Strike, AMIGOS são raros. Enfim, há casos e casos, porém, o fato que ocorreu foi a consequência de insultos (através da internet) que tiveram a intenção de ofender não só a mim, como também a minha família. E isso, para mim, é o fim.

Você se arrepende?
Não, só me arrependo do que não faço. Já deixei claro isso para muita gente.

Comentários falam que você fez por trás e com covardia. Mas você desde o princípio havia mencionado o que faria e andava pela O2 de um lado para o outro sem que ninguém retirasse a arma branca da sua mão. Aparentemente ninguém acreditava no que você iria fazer, mas todos estavam conscientes de que poderia acontecer. Poderia descrever como foi, do início ao fim?
Existem várias versões criadas por indivíduos aleatórios e, confesso, ri demais com algumas histórias que inventaram. Cheguei na lan por volta das 4 horas da tarde, cumprimentei a galera e logo em seguida retirei o nunchaco da bolsa e passei a andar com ele para cima e para baixo. No começo, todos queriam pegá-lo para sentir o peso, ver seu material, ou seja, passou de mão em mão. Alguns perguntaram o que eu faria com aquilo, respondi todas as vezes e a maioria do pessoal duvidou. Eu estava na minha, só esperando o campeonato acabar, afinal, meu intuito era um só. E por isso, para não estragar o campeonato, esperei que chegasse ao seu fim. Após a final, a frente da lan estava lotada e quando me dei conta: fleuR wins. Fiquei muito feliz, pois era o resultado que eu esperava. Em seguida, um amigo tentou me segurar, porém, fiz o que fiz. Ela estando de costas ou não, ninguém fez nada para previnir o ato. Logo após, ocorreu um bate-boca desnecessário. Então, peguei minha bolsa para guardar o nunchaco, quando olhei para meu lado esquerdo, por coincidência, meu ônibus havia parado. Como já havia feito o esperado, entrei no busão e fui para casa. Chegando em casa, recebi milhares de pvt na friends (as notícias voam, não acha?!) e passei a ganhar fãs por isso.

Quando você estava em casa, recebeu a notícia de que as meninas estavam no portão de sua casa, junto com o China. Qual foi sua reação?
Eu não esperava, pois como eu disse em uma das respostas anteriores: “AMIGOS” no Counter-Strike são raros. Até agora não sei quem os trouxe até aqui, mas enfim, eu os vi da janela e então desci. Minha família pediu para que entrassem na minha casa (foi cômico ver toda aquela gente sentada no sofá da MINHA sala *risos*). O único que falou algo foi o China, que conversou com meus pais e esclareceu tudo.

Como toda mãe normal, é natural que se espante com algo que o filho tenha feito fora dos padrões. Achou justo sua mãe ter batido em você? Teria feito igual com o seu filho?
Eu conheço minha mãe. Ela é nervosa, desacreditou quando soube. E então me deu um puxão de orelha e dois tapas no braço na frente de todos e disse que ia me bater mais. Achei normal, pois ela estava alterada, até chorou… Eu não faria o mesmo, pois toda ação tem sua reação, certo? Eu conversaria com o meu filho ANTES de tomar qualquer atitude. Após saírem, meus pais e meu irmão mais velho conversaram comigo, me perguntaram o porquê e me mostraram o quanto que eu estava errada.

Seus pais sabem o porquê de você ter feito o que fez? O que disseram depois de terem visto a ScreenShot que você tirou da tatay xingando toda sua família, e de saber os seus motivos?
Sim, no outro dia (segunda-feira, 14 de dezembro), havia um tópico na ESBR. Criaram uma notícia fake contando a história com sua própria versão, um amigo me mandou o link. Quando li, chorei de rir. Foi aí que rolei o scroll e vi dois comentários infames. Não pensei duas vezes, chamei minha mãe e mostrei. Ela riu junto e tentou me entender (apesar de ainda achar minha atitude errada, como ainda acha).

Qual foi o seu objetivo ao bater na jogadora? Você teve, em algum momento, a intenção de puní-la de modo que a fizesse modificar seus conceitos ou foi algo mais pessoal?
Quer mesmo saber? Eu não ligo tanto assim para essa gente que bota a cara na internet e se esconde atrás dos outros na lan. Só não permito e nunca permitirei que ofendam a minha família, meu orgulho, independente de raça, cor, situação financeira etc. A minha diferença é que eu sou uma pessoa só, tanto na internet como na lan. Já a jogadora não é um décimo do que aparenta ser na internet, na lan. E tem mais: ela já ofendeu todas as minhas amigas e minhas conhecidas também. Eu sabia que isso um dia viria a acontecer, se não fosse pelas minhas mãos, com certeza seriam por outras. Não é à toa que apareceram fãs do além. O que para mim pode significar um grande atentado a minha moral e dignidade pode, para outros, não significar nada. E para vocês, espectadores de plantão: não julguem sem ao menos saber os dois lados do acontecimento, procurem se colocar no meu lugar.
E outra, não sinta as dores de um colega e NUNCA saia julgando por algo que você NÃO viveu (ainda rs).

Obrigada pela oportunidade Alex e um beijo especial pra Nah, Taci, Ryoko, Angel, Bárbara, Pri, Lih e para todos aqueles que se preocuparam comigo, independente de ordem e nicks colocados aqui, cada um sabe como eu sou orgulhosa em afirmar que eu tenho os verdadeiros AMIGOS e que eles são os melhores do MUNDO!