•  
     

O que a pericia usa para as investigações ?

Química forense: Conhecimentos químicos e toxicológicos alegados apenas na área judicial.

Para reconhecimento de sangue usa-se fenolftaleína:
Fenolftaleína é muito usada para realizar um teste de identificação de sangue, e é comumente conhecido como teste de Kastle-Meyer. Uma amostra seca é coletada com um swab ou pedaço de papel filtro. Primeiro algumas gotas de álcool, e então adiciona - se umas gotas de fenolftaleína com algumas gotas de peróxido de hidrogênio são pingadas sobre a amostra. Se a amostra torna-se rosa então é um teste positivo. Este teste é não destrutivo para a amostra; ela pode ser mantida e usada em posteriores testes no laboratório. Este teste tem a mesma reação com sangue de qualquer animal, consequentemente é requerido identificar-se que sua origem seja humana.

Imagem

Para reconhecer pelas mãos de um individuo se disparou ou não uma arma:
Quando o fluxo gasoso emitido pela região traseira da arma atinge a superfície da mão do atirador, tais partículas sólidas aderem à superfície da pele. Um teste comumente utilizado para a detecção de vestígios de disparo de arma de fogo nas mãos de um possível suspeito consiste na pesquisa de íons ou fragmentos
metálicos de chumbo, em decorrência da maior quantidade desta espécie metálica em relação a outras.
O chumbo presente nos vestígios de disparo pode ser proveniente do agente detonador da espoleta, na
qual encontra-se presente na forma de trinitroresorcinato de chumbo; da carga de espoleteamento, na forma de estifnato de chumbo; bem como pode ser gerado pelo atritamento do corpo dos projéteis de chumbo com as paredes internas do cano da arma.

Imagem

Uso de gesso:
O gesso colabora para o reconhecimento de pegadas, no caso em determinado ambiente, mais proveniente no barro, terra, areia, ande fiquem marcas, aplicando o gesso ele molda com perfeição as pegadas, desde os mínimos detalhes, o que mostra em perfeição até a sola de um sapato, essa técnica serve tanto para saber que tamanho calça o individuo, e se as marcas estiverem fundas quanto para descobrir a que momento o individuo passou caminhando pelo local.

Imagem

Luz negra:
A luz negra é o resultado da incidência da luz comum sobre o vidro de uma lâmpada especial, mais escura e sem fósforo. Nas lâmpadas florescentes brancas, a incidência da luz só é possível graças à camada de fósforo que reveste o tubo de vidro - isso porque a maior incidência é da luz ultravioleta, que só se torna visível quando passa pelo fósforo. Quando o fósforo é retirado e o vidro escurecido, a luz ultravioleta passa direto pelo vidro. Ao incidir sobre superfícies claras, elas fazem o mesmo papel do fósforo. Há também elementos invisíveis em outras superfícies que também possuem fósforo e, ao serem banhados pela luz negra, passam a brilhar. No uso da perícia, usam para detectar impressões digitais.
Curiosidades: Com a luz negra pode-se identificar quadros falsos, porque agora aplica-se fósforo nas tintas e antes não, isso ocorre também co o dinheiro, pois as cédulas do brasão são vistas a luz negra, assim da pra saber se o dinheiro é falso ou não.

Imagem

Reconhecimento do material genétivo:
pelos fios de cabelo e fibra pode-se coletar o material genétivo, por isso se for encontrado em uma cena do crime um casaco, e nele conter um fio de cabelo, é bem provável que seja descobertto o DNA. O que é uma inovação para os peritos forenses desde a descoberta do reconhecimento de impressões digitais.

Imagem

São estes os principais métodos usados pela perícia criminal
espero que tenham gostado
 
Nossa muito bom!