•  
     

Novo ataque israelense no sul de Gaza mata dois palestinos

Dois ativistas palestinos morreram neste sábado e outros dois ficaram feridos em um ataque da aviação israelense ao leste da cidade de Rafah, no sul da Faixa de Gaza, informaram à Efe testemunhas e fontes do hospital Abu Youssef al-Najjar. De acordo com as testemunhas, um avião militar israelense disparou um míssil sobre um grupo de militantes das Brigadas Al Quds, braço armado da Jihad Islâmica, nas proximidades do aeroporto inativo de Gaza.

Os ativistas palestinos atingidos tentavam lançar foguetes contra o sul de Israel em represália pela morte, na manhã deste sábado, de cinco integrantes das Al Quds em outro ataque da aviação israelense na cidade de Rafah, ainda segundo as fontes. Um comunicado do Exército de Israel confirmou posteriormente o ataque e informou que um avião militar acertou "um esquadrão terrorista" no sul de Gaza responsável pelo lançamento de projéteis em direção a Israel.

Segundo o Exército, mais de 15 foguetes e morteiros foram lançados neste sábado contra Israel, incluindo vários artefatos de fabricação russa Grad contra as cidades de Ashdod e Ashkelon, no centro do país, a cerca de 40 quilômetros de Tel-Aviv. O comunicado ressaltou que o Hamas, predominante em Gaza, é responsável pela "atividade terrorista" procedente da faixa.

O ministro de Exteriores israelense, Avigdor Lieberman, declarou durante a tarde que seu Governo "não procura um confronto com os palestinos e não quer esticar a situação" mas advertiu que "não tolerará mais ataques (contra Israel) sem uma resposta". "Espero que os ataques cessem esta noite com a ajuda dos países vizinhos, da comunidade internacional e da Autoridade Palestina. Caso contrário, haverá consequências já nos próximos dias", disse Lieberman.

Por sua vez, o porta-voz da Presidência da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Nabil Abu Rudeina, pediu que os grupos de Gaza se contenham para "não dar a Israel uma oportunidade para levar a guerra à faixa e intensificar o bloqueio sobre ela".