•  
     

Na volta de Ganso, Santos recebe Vasco e descarta "entregada"

Depois de perder a liderança na rodada passada para o Corinthians, o Vasco terá um compromisso difícil para tentar recuperar a ponta do Campeonato Brasileiro. Os cruzmaltinos vão à Vila Belmiro encarar o Santos, que vai com o time completo e descarta facilitar o trabalho dos adversários a partir das 17 h (de Brasília).

A polêmica questão mobilizou as mais diversas opiniões de torcedores santistas e fez parte do dia-a-dia da preparação do time para o duelo, válido pela 33° rodada da competição.

"Não temos que nos preocupar com isso. A gente não tem nada a ver com o Corinthians. Temos apenas que fazer o nosso trabalho. Somos atletas profissionais e temos a obrigação de jogar pela vitória em todas as partidas", afirmou Borges, artilheiro do Brasileiro, que, contundido, não atuou nos empates contra Flamengo e Atlético-PR ¿ contra o time carioca, o centroavante estava também suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo.

O técnico Muricy Ramalho, recuperado de uma crise de hérnia de disco que o afastou durante duas semanas do comando da equipe, avisou que o Santos não pensará em prejudicar o Corinthians na disputa pelo título.

Campeão brasileiro no ano passado pelo Fluminense, Muricy relembrou que os confrontos fora de casa do clube das Laranjeiras com São Paulo e Palmeiras foram cercados de muita polêmica por acusações de que os paulistas teriam facilitado a derrota porque o representante carioca era candidato ao título ao lado do Corinthians.

"Lembro que falaram isso na época, só que quando nós fomos enfrentar o São Paulo, acho que alguns jogadores não foram avisados disso. O Lucas e o Fernandão jogaram muito aquele dia, pelo amor de Deus. O problema nesses jogos é que um quer mais que o outro. Uma coisa é você jogar sem responsabilidade, a outra é entrar em campo para jogar a sua ¿vida¿. E naquelas partidas nós buscamos o resultado com mais intensidade, o que era normal, por causa da briga pelo título", comentou. .

Desta vez, o treinador quer o Santos determinado a fazer uma boa apresentação e a conseguir um resultado positivo, até mesmo como forma de preparação para o Mundial de Clubes da Fifa, que acontece em dezembro no Japão.

"Não tem essa história de entregar, não. Isso não vai acontecer. Não sou um cara do mal, sou do bem. E vamos jogar para ganhar. Temos a volta de alguns jogadores e vamos colocar um time forte em campo. Temos que pensar no Santos e esse confronto é importante, pois precisamos preparar os atletas para o Mundial, enfrentando adversários fortes", destacou Muricy.

Com Ganso, recuperado de uma lesão no músculo posterior da coxa esquerda,que o deixou fora de combate por dois meses, e Borges, Muricy Ramalho tem praticamente a sua força máxima à disposição para pegar o Vasco.

As únicas exceções ficam por conta do lateral esquerdo Léo que, mesmo recuperado de uma tendinite no pé esquerdo, ainda não volta ao time. Já o meia Elano, em virtude de uma contusão muscular na coxa direita, segue entregue ao departamento médico do clube, em tratamento, e sem previsão de retorno aos gramados.

Já no Vasco, o pensamento é de não se intimidar com a escalação do Santos. Para o experiente meia Juninho Pernambucano, os cruzmaltinos devem ter atenção aos rivais, sem mudar o estilo de jogo apresentado em toda a temporada.

"O Vasco vai precisar de atenção redobrada, pois Neymar, o Ganso, enfim, o Santos como um todo é muito perigoso. Não foi o melhor momento para enfrentá-los, pois estão motivados para o Mundial de Clubes da Fifa e usando o Brasileiro para melhorar e aprimorar a equipe. Além disso, eles não têm nenhuma responsabilidade de vitória, pois são franco-atiradores. Enfrentar um rival de grande qualidade e que não tem compromisso com o resultado é algo muito mais complicado¿, disse.

Em relação à escalação, o técnico Cristovão Borges não poderá escalar dois titulares: os volantes Rômulo e Jumar. O primeiro está suspenso, enquanto o segundo sofreu um estiramento contra o São Paulo e foi vetado pelo departamento médico. Com isso, Felippe Bastos deve permanecer na equipe principal, com Nilton sendo o escolhido para proteger a zaga. Além disso, o lateral direito Fágner e o meia Diego Souza voltam ao time após cumprirem suspensão.

A boa notícia foi a presença de Junino Pernambucano, que saiu de campo no empate sem gols com o São Paulo, no último fim de semana, com dores na panturrilha, mas trabalhou normalmente durante a semana. O Vasco torce por um tropeço do Corinthians contra o América-MG, em Uberlândia, para retomar a ponta.
 
cade a fonte?

  •