•  
     

Messi com 82 "razões" para a quarta "Bola de Ouro"

Imagem


O argentino Lionel Messi fechou 2011/2012 com "chave de ouro", ao conseguir sábado um "hat-trick" frente ao Brasil (4-3), incluindo o "golão" da vitória, fechando a temporada com "inacreditáveis" 82 golos.

Em Nova Jérsia, Messi virou de 0-1 para 2-1, na primeira parte, e fechou o jogo com o tento do triunfo, aos 85 minutos, no que foi o seu 69.º jogo da época, entre embates oficiais pelo FC Barcelona e jogos pela Argentina.
Numa época em que falhou a conquista da Liga dos Campeões e da Liga espanhola, o argentino logrou números individuais de golos nunca vistos e, coletivamente, ajudou o "Barça" a arrebatar quatro títulos.
O "10" do "Barça" foi o melhor marcador dos campeonatos europeus, face aos inacreditáveis 50 golos conseguidos na Liga espanhola, que lhe valem uma segunda "Bota de Ouro" e um segundo "Pichichi", e também da Liga dos Campeões, com 14, um recorde na "era Champions".
Em termos coletivos, estes 64 golos não valerem títulos, mas, como é habitual, Messi apareceu nos grandes momentos, tendo marcado em todos as finais disputadas pelos catalães.
O argentino "bisou" na final do Mundial de clubes, no 4-0 ao Santos, marcou na Supertaça Europeia, ao FC Porto (2-0) e na final da Taça do Rei (3-0 ao Athletic) e logrou ainda três golos na Supertaça espanhola, nos dois confrontos com o Real Madrid, entre os quais o 3-2 decisivo em Camp Nou.