•  
     

Menino viaja de avião sem passagem e diz que foi muito fácil

Imagem


O britânico Liam Corcoran-Fort, de 11 anos, embarcou em um avião no aeroporto de Manchester, na Inglaterra, com destino à Itália. O menino alega que entrou no avião "por engano" - só queria dar uma olhadinha no interior da aeronave e ir ao banheiro. O fato é que ele não precisou mostrar passaporte ou passagem para viajar.

Entrar no avião foi mais fácil do que fazer o dever de casa - disse ele, em entrevista ao tablóide britânico “The Sun”.

O menino fazia compras com a mãe, Mary, em um centro comercial próximo ao aeroporto. Ele estava chateado comela, e resolveu dar uma volta. Chegou a um ponto de ônibus, a cerca de 300 metros, e encontrou uma passagem no chão. Liam estava com vontade de ir ao banheiro, e decidiu entrar no ônibus com destino ao aeroporto.

Eu adoro aviões por causa das asas enormes e eu os vejo voar acima da minha casa. Mas eu não queria entrar em um. Eu só queria ir ao banheiro - contou ele.

Ao chegar no aeroporto, Liam simplesmente seguiu o fluxo de pessoas. Passou pelo detector de metais e por cinco funcionários da segurança, até chegar em um avião da companhia Jet2. Ele ficou empolgado em conhecer a aeronave, e também viu que ali dentro havia banheiro.

Eu não tinha nada comigo e ninguém me pediu nada. Eles sorriram para mim e eu passei - contou ele. - Eu abri a porta do banheiro e já estava no alto, no céu. Sentei em uma cadeira. Estava um pouco assustado. Eu não sabia o que fazer. Um homem falou comigo, e as outras pessoas no avião começaram a falar também. Eles não me deram comida ou alguma coisa para beber - lembrou.

O menino só foi identificado no voo quando o avião se aproximava de Roma. Ele desceu da aeronave e esperou por algum tempo com a segurança italiana. Liam voltou para Manchester no mesmo avião.

Eu não consigo parar de pensar nisso. Como ele chegou tão longe sem ninguém perguntar qualquer coisa? Eu continuo a pensar que seria muito fácil se fosse um terrorista. É inacreditável - afirmou Mary.

Ela pensou que o filho tivesse sido sequestrado, quando ele desapareceu. Mary procurou a polícia e, depois de mais de quatro horas de busca, recebeu um telefonema dizendo que Liam estava em Roma.

Cinco funcionários foram suspensos por causa da falha e a companhia promete abrir uma investigação "urgente" para apurar o caso. A viagem de Liam gerou uma polêmica em relação à eficácia da segurança nos aeroportos britânicos durante os Jogos Olímpicos de Londres.



Fonte: http://www.rodandonews.blogspot.com.br/ ... em-e.html#