•  
     

Mayra Aguiar vence holandesa e conquista segundo bronze do Brasil

Mayra Aguiar vence holandesa e conquista segundo bronze do Brasil
Judoca número 1 do mundo na categoria meio-pesado se recupera de derrota na semifinal e garante terceira medalha do judô em Londres 2012
Por GLOBOESPORTE.COM
Londres, Inglaterra



Mayra Aguiar se recuperou da derrota na semifinal dos pesos-meio-pesados (até 78kg) e derrotou a holandesa Marhinde Verkerk na disputa da medalha de bronze, nesta quinta-feira. Foi a segunda medalha de bronze do Brasil nas Olimpíadas de Londres 2012 e a quarta no total, depois do ouro de Sarah Menezes (judô, peso-ligeiro), da prata de Thiago Pereira (natação, 400m medley) e do bronze de Felipe Kitadai (judô, peso-ligeiro).

Mayra Aguiar sorri após anotar o ippon que valeu a medalha de bronze no peso-meio-pesado (Foto: AFP)
Não foi fácil deixar a derrota para a arquirrival Kayla Harrison para trás e entrar no tatame novamente. Mayra admitiu que teve vontade de chorar, mas recebeu conselho de outros medalhistas olímpicos - Aurélio Miguel, ouro em 1988 e bronze em 1996, e Leandro Guilheiro, bronze em 2004 e 2008 - e se recompôs.
- Dá uma vontade de chorar, sair aquele negócio de dentro, porque fica uma coisa ruim, e meu braço estalou todo quando ela o pegou, mas engoli o choro. O Aurélio Miguel já me falou que era outra competição, aquilo me animou - disse a gaúcha, em entrevista ao SporTV.
Verkerk tinha uma torcida bastante barulhenta a seu favor, gritando "Holanda" por boa parte do combate. A europeia tentou as primeiras entradas da luta. Mayra, porém, estava focada e não deu chances à adversária. Defendeu as entradas e, com 3m36s restando, conseguiu um ko-soto-gari que derrubou a holandesa e lhe valeu o ippon da vitória e a medalha de presente na véspera de seu aniversário de 21 anos.
- Amanhã é meu aniversário e a medalha olímpica não podia ser presente melhor. Todas as batalhas, todas as dores, tudo que tive que abrir mão, valeu a pena por esse momento - afirmou.
O terceiro pódio garantiu ao judô sua melhor participação nos Jogos Olímpicos na história, com três medalhas, sendo uma de ouro e duas de bronze. Em 1984 e 2008, o Brasil também conquistou três medalhas no judô, mas nenhum ouro - em 84, foi uma prata e dois bronzes, e em 2008, foram três bronzes. A seleção de 2012 ainda tem duas chances de superar essa marca e alcançar a meta da Confederação Brasileira de Judô (CBJ) de quatro medalhas olímpicas: na sexta-feira, Rafael Silva e Maria Suellen Altheman disputam a categoria peso-pesado.


fonte :http://globoesporte.globo.com
Anexos
only.jpg
 
Boa Micael Tudo Sertinho Conteudo, Imagem Fonte Merece Joinha
 
ser tabem