•  
     

Lugares e Fenômenos incríveis

"Entrada Para o Inferno"

Lindo e assustador este imenso buraco no solo situado em Darvaz, no Turcomenistão é o resultado de uma perfuração de gás iniciada há 30 anos atrás. Assim que perfuraram alguns metros do solo, surgiu uma gigantesca caverna subterrânea. A caverna estava emanando um tipo de gas desconhecido. Eles se alarmaram com medo do estranho gás ser venenoso e então a companhia de perfuração resolver colocar fogo no gás da vacerna antes de proceder com a perfuração. O buraco está queimando desde então.

Imagem
Imagem


Plitvice Lakes

Plitvice Lakes fica na Croácia e é um parque nacional formado por cerca de 16 lagos e dezenas de cachoeiras maravilhosas. Certamente este é um dos lugares mais bonitos que existem. Quando eu penso em “Jardim do Éden”, penso em Plitvice Lakes.
Sua formação geológica formada pelo carbonato de cálcio colore a água, produzindo uma miríade de lagos azul turquesa, cercados por uma exuberante flora.

Imagem
Imagem
Imagem

Rio Tinto - Espanha

As minas gigantes, a céu aberto, do Rio Tinto, criam um ambiente surreal, transformando a paisagem em algo similar ao que veríamos na Lua, por exemplo. O crescimento do rio não consumiu apenas montanhas e vales, mas adentrou terras de vilas. O rio teve seu nome tirado da cor de suas águas, praticamente vermelhas e extremamente ácidas (com pH variando entre 1.7 e 2.5), ricas em metais.

Imagem
 
Corrego do Sangue Quente - Japão

O Córrego do Sangue Quente é um dos “infernos” (jigoku) de Beppu, no Japão. Nove espetaculares termas que são mais “para ver” do que para tomar banho. A paisagem inclui um lago de água vermelha e quente, colorida pelo ferro presente no líquido. O Sangue Quente foi eleito o mais fotogênico dos “infernos”.

Imagem
 
Vales Secos - Antártida

A região Vales Secos da Antártica, de acordo com os cientistas, é a área na Terra mais parecida com o que seria uma paisagem de Marte. A região quase nunca tem neve e, exceto por algumas planícies rochosas, é a única parte continental da Antártica que não é formada de gelo. O chão dos vales apresenta alguns lagos permanentemente congelados, com vários metros de grossura e, sob esse gelo, vivem alguns organismos extremamente simples, que são objetos de estudo.

Imagem

Ilha Socotra - Oceano Índico


Essa ilha simplesmente dispensa qualquer noção do que é considerado “normal” para uma paisagem terrestre. Se você acordasse lá, provavelmente pensaria que está em outro planeta ou, pelo menos, em alguma era remota. Socotra é parte de um arquipélago que ficou geograficamente isolado da África há 6 ou 7 milhões de anos. Como ns ilhas Galápagos, possui cerca de 700 espécies raras e muito diferentes. O clima é árido, e mesmo assim lá estão exemplares incríveis de plantas – algumas espécies não apresentaram variações nos últimos 20 milhões de anos.

Imagem
 
Fly Geyser - Nevada

O sol nascente ilumina deserto de Black Rock e o Fly Geyser, que envia um fluxo contínuo de minerais carregados de água muito alto.

Imagem
Imagem

Maré Vermelha

As Marés Vermelhas são formadas pelo súbito aumento do fluxo de algas de cor única, que podem converter uma parte da água em uma cor vermelha sangue. Embora fenômenos desta natureza sejam relativamente inofensivos, alguns podem ser mortais, causando a morte de peixes, aves e mamíferos marinhos. Em alguns casos, até mesmo os seres humanos podem ser afetados, embora a exposição humana não seja conhecida por ser fatal.

Imagem
 
Aurora Austral e Aurora Boreal

As auroras boreal e austral são fenômenos visuais que ocorrem nas regiões polares de nosso planeta. Podem ser visualizadas, no período noturno ou final de tarde, a olho nu nas regiões onde ocorrem. São verdadeiros shows de luzes coloridas e brilhantes, que ocorrem em função do contato dos ventos solares com o campo magnético do planeta Terra.

Austral
Imagem

Boreal
Imagem
 
Nuvens Mammatus

Aparentemente assustadoras, as nuvens Mammatus também são mensageiras de tempestades e outros eventos meteorológicos extremos. Normalmente compostas de gelo, elas podem se estender por centenas de quilômetros em vários sentidos e formações, permanecendo visíveis e estáticas entre 10 minutos e 1 hora. Embora pareçam portadoras de más notícias, elas são apenas mensageiras, aparecendo antes e/ou depois de uma grande mudança meteorológica.

Imagem

Arco-íris de fogo

Este raro fenômeno só ocorre quando há a participação do sol e das nuvens. Cristais dentro das nuvens refratam a luz em várias ondas do espectro, fazendo surgir cores entre as nuvens. Devido a raridade com que este evento acontece, existem poucas fotos.

Imagem
 
Pedras que se movem

Até hoje ninguém conseguiu explicar o porque deste fenômeno natural, misteriosamente, pedras de centenas de quilos deslocam-se do seu ponto de origem pelo deserto de Death Valley. Alguns pesquisadores atribuem tal fenômeno ventos fortes e à superfície gelada, Mas esta teorina não explica porque as pedras movem juntas, em ritmo, sentido e direções diferentes. Além disso, cálculos matemáticos precisos não apóiam completamente esta teoria.

Imagem

Sol da meia-noite

Este Fenômeno natural ocorre nas latitudes acima de 66º 33’ 39" N ou S, ou seja, para além do círculo polar ártico ou do círculo polar antártico, quando o Sol não se põe durante pelo menos 95 horas seguidas. Em latitudes superiores a 80 graus, o Sol não se põe por mais de setenta dias sem o verão, ou seja, não há noites durante mais de dois meses. É um dos mais bonitos fenômenos naturais de que se tem registro.

Imagem
 
Tempestade Sem Fim da Venezuela

O misterioso "Relámpago del Catatumbo" é um fenômeno natural único no mundo. Localizado onde o rio Caratumbo desemboca no lago Maracaibo (Venezuela), o fenômeno consiste em relâmpagos de nuvem entre nuvem que forma arcos voltaicos com mais de cinco quilômetros de altura durante 150 dias do ano, 10 horas por noite, 280 vezes por hora.

Imagem

Pamukkale

"Castelo de algodão", em turco, é um conjunto de piscinas termais de origem calcária que com o passar dos séculos formaram bacias gigantescas de água que descem em cascata numa colina, situado próximo a Denizli, na Turquia. A formação do Pamukkale deve-se aos locais térmicos quentes por baixo do monte que provocam o derrame de carbonato de cálcio, que depois solidifica como mármore travertino. Foi declarado Património Mundial da UNESCO juntamente com Hierápolis em 1988.

Imagem
 
Glória da Manhã

Trata-se de um raro tipo de nuvem que pode se estender por até 1000 km de comprimento. São vistas em poucos lugares, como na Austrália durante a primavera. Os cientistas ainda não estão certos sobre como essas longas nuvens cilíndricas se formam, mas acreditam que o choque entre correntes de ar marítimas geram o fenômeno. Estas nuvens podem se mover a mais de 60 km/h.

Imagem
 
Buracos Azuis

Os buracos azuis são gigantes elevações subaquáticas, que levam este nome pela tonalidade de azul que apresentam quando vistos do alto. Normalmente possuem centenas de metros de profundidade e tem ambiente desfavorável para a vida marinha, já que a circulação de água é ruim. Curiosamente, em alguns buracos foram encontrados restos fósseis preservados em suas profundezas.

Imagem