•  
     

Flamengo vence, respira e complica situação do Guarani no Brasileirão

RIO - Num jogo tenso e de baixa qualidade técnica, com excesso de erros de passe e de faltas, o Flamengo levou a melhor e venceu o Guarani por 2 a 1, neste sábado, no Estádio do Engenhão, pulando para 43 pontos na classificação do Campeonato Brasileiro.

O resultado não afasta totalmente o risco de rebaixamento para o time carioca, hipótese, porém, que agora é remota. Já o Guarani estacionou nos 37 pontos e está em situação crítica, dentro da zona de rebaixamento. Com o jogo encerrado, vários jogadores do Flamengo se ajoelharam no gramado para comemorar a vitória. Parecia uma festa de título.

A proposta do Guarani era atuar nos contra-ataques para surpreender o Flamengo. Mas logo aos 2 minutos de jogo, o time da casa abriu o placar, com um belo gol de falta de Renato. Contrariando as expectativas, o time de Campinas não se abateu e conseguiu o empate, aos 11, em outra falta, cobrada por Baiano, o destaque do Guarani. O goleiro Marcelo Lomba falhou no lance.

Com a igualdade no placar, a torcida do Flamengo, que foi em ótimo número ao Engenhão (34 mil pessoas), acusou o golpe e só voltou a incentivar a equipe com entusiasmo aos 32, quando Diego Maurício chutou forte e cruzado e superou o goleiro Emerson.

No segundo tempo, o ritmo caiu para os dois lados. Faltava competência ao Guarani para buscar de novo o empate. Ao Flamengo sobravam disposição e falta de criatividade. O jogo foi arrastado até a poucos minutos do fim. Ailson, de cabeça, quase marcou para o Guarani. Foi a única oportunidade do time na etapa. O Flamengo avançava bem pela esquerda com Juan e Renato e poderia ter ampliado a vantagem duas vezes.

No final, prevaleceu a leve superioridade do Flamengo. Os cariocas ainda vão enfrentar Cruzeiro, no Rio, e Santos, fora de casa. Na teoria, precisaria de mais dois pontos para se ver totalmente livre da ameaça do descenso. O Guarani recebe o Grêmio em Campinas e encerra sua participação no Brasileiro jogando com o Fluminense, no Rio. Tem de vencer as duas partidas e torcer por uma combinação de resultados para evitar o rebaixamento.

FLAMENGO - 2 - Marcelo Lomba; Leonardo Moura, Welinton, Ronaldo Angelim e Juan; Maldonado, Willians, Kleberson (Marquinhos) e Renato; Deivid (Diego Maurício) e Diogo (Petkovic). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

GUARANI - 1 - Emerson; Apodi, Aislan, Ailson e Márcio Careca; Maicon, Diego Barbosa (Mário Lúcio) (Pablo), Baiano e Preto (Paulinho); Mazola e Geovane. Técnico: Vagner Mancini.

Gols - Renato, aos 2, Baiano, aos 12, e Diego Maurício, aos 32 minutos do primeiro tempo; Cartões amarelos - Leonardo Moura, Willians, Juan, Diego Maurício (Flamengo); Preto e Geovane (Guarani); Árbitro - Wilton Sampaio (DF); Renda - R$ 387.940,00; Público - 34.944 pagantes; Local - Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).

Fonte: www.globoesporte.com