•  
     

FIA nega pedido e Hispania fica fora da abertura da F1

MELBOURNE - A volta da regra dos 107% à Fórmula 1 causou os primeiros efeitos no GP da Austrália, que abre a temporada 2011. Os dois pilotos da Hispania - o italiano Vitantonio Liuzzi e o indiano Narain Karthikeyan - vão ficar fora da corrida em Melbourne, no domingo, por terem registrado um tempo 7% superior ao do pole position Sebastian Vettel.

A Hispania apresentou um recurso à Federação Internacional de Automobilismo (FIA) para ser autorizada a participar devido a "circunstâncias excepcionais", mas teve o seu pedido rejeitado pelos comissários do GP da Austrália. Assim, o grid de largada terá apenas 22 carros.

Em 2010, a Hispania fez a sua estreia na Fórmula 1, com o brasileiro Bruno Senna sendo um dos seus pilotos, mas não somou sequer um ponto. Neste ano, a equipe não participou dos testes coletivos na pré-temporada da categoria e teve problemas até mesmo para participar dos treinos livres na Austrália. Seus pilotos precisavam marcar 1min31s266 no treino de classificação e nem chegaram perto desse tempo. Liuzzi marcou 1min32s978 na sua melhor volta e Karthikeyan registrou 1min34s293.

"Conseguimos estar com os dois carros prontos a tempo da classificação e provamos que o carro é capaz de correr muito mais rápido do que hoje. As circunstâncias em que chegamos não foram as desejadas. Fizemos um milagre novamente, mas não foi suficiente. Estaremos de volta mais fortes do que nunca, na Malásia", afirmou Collin Kolles, chefe da Hispania.

Fonte : estadao