•  
     

Fãs colocam Amy Winehouse no topo das paradas

LONDRES (Reuters) - Fãs correram para fazer o download dos dois discos de Amy Winehouse depois que a cantora inglesa de soul famosa também pelo penteado 'beehive' se juntou ao triste grupo de artistas de rock que morreram aos 27 anos.

Amy, encontrada morta em sua casa em Londres no sábado, ocupava a posição principal no ranking de downloads no site iTunes do Reino Unido no domingo com 'Back to Black', o álbum de 2006 que recebeu cinco prêmios Grammy nos Estados Unidos e transformou a problemática garota do norte londrino em uma estrela internacional.

De acordo com a polícia, ainda é cedo demais para especular sobre a causa da morte da cantora, já que a autópsia só será feita na manhã da segunda-feira. Ainda assim, a luta de Amy Winehouse contra o álcool e as drogas é bem documentada.

A sua canção mais famosa, 'Rehab' de 'Back to Black', mostra a sua fracassada luta para ficar sóbria.

Outros membros do que foi chamado de clube 'Para Sempre 27' incluem Kurt Cobain, Jimi Hendrix, Janis Joplin e Jim Morrison. Todos eles morreram com a mesma idade em circunstâncias diferentes, apesar de compartilharem estilos de vida caóticos associados com a carreira no rock'n'roll.

Em vários casos, a fama póstuma superou o sucesso que eles tiveram durante a carreira. As suas gravações seguem vendendo e sendo ouvidas por novos públicos.

Este parece ser o caso de Amy, uma das cantoras mais talentosas da sua geração e que deixa apenas uma pequena mostra de gravações que comprovam o seu talento.

'Back to Black' tirou a música '21' da cantora britânica Adele do topo da lista do iTunes.

Amy Winehouse, que era contratada da gravadora Universal Music, também ocupava a terceira posição no iTunes, com um pacote que inclui 'Back to Black' e o seu CD de estreia 'Frank', enquanto a 'Deluxe Edition' de 'Back to Black' estava em quarto.

A morte dela aconteceu tarde demais para influenciar a lista que coloca as 40 músicas mais baixadas e discos vendidos divulgada pela empresa Official Charts no domingo, mas ela provavelmente vai ficar no topo da lista na próxima semana.

A venda dos CDs de Amy Winehouse aumentou 37 vezes de sexta-feira para sábado, enquanto a venda de músicas cresceu 23 vezes, segundo a Official Charts. 'Esperamos um impacto ainda maior nos próximos dias', disse o diretor da Official Charts Martin Talbot.

O boom de vendas reflete o que aconteceu em 2009 com Michael Jackson, cujas canções atingiram o topo das paradas depois da sua morte. Estima-se que mais de 310 milhões de dólares tenham sido gerados ao espólio de Jackson com a venda de CDs e lançamentos póstumos desde que o cantor de 'Thriller' morreu.
 
Bom pra elaa kkkk
 
Legal agora el vai voltar por isso xD