•  
     

Facebook alcança 1 bilhão de usuários ativos mensais

O Facebook anunciou nesta quinta-feira (4) que atingiu, em setembro, a marca de 1 bilhão de usuários mensais ativos e que o Brasil é um dos cinco países com mais membros na rede social.
O Facebook atingiu a marca de 1 bilhão em 14 de setembro, anunciou a empresa em seu site, acrescentando que contava com 600 milhões de usuários em aparelhos móveis. A contagem de 1 bilhão de usuários representa um avanço ante o final de junho, quando a empresa tinha 955 milhões de usuários mensais ativos.

Imagem

"A partir desta manhã, há mais de um bilhão de pessoas que utilizam o Facebook ativamente a cada mês", escreveu o presidente-executivo da companhia, Mark Zuckerberg, no seu perfil na rede social. "Ajudar 1 bilhão de pessoas a se conectar é incrível e, de longe, a coisa que eu mais me orgulho na minha vida", acrescentou.
Também no seu perfil na rede social, o brasileiro Eduardo Saverin, que ajudou a fundar o Facebook com Zuckerberg, publicou uma mensagem sobre a chegada à marca. "Parabéns ao Mark e a toda a equipe do Facebook e, especialmente, a todos os usuários do Facebook que construíram o Facebook com cada login, convite, comentário e opinião. Felicidades para o próximo bilhão!".
Segundo o Facebook, a idade média dos usuários do Facebook é de 22 anos, e os cinco países com mais usuários são Brasil, Índia, Indonésia, México e Estados Unidos.
Os novos dados foram divulgados um dia depois de a empresa anunciar que permitiria que seus usuários norte-americanos pagassem uma taxa para melhorar a visibilidade de suas atualizações – o mais recente esforço do Facebook para encontrar outras fontes de receita, além da publicidade, que respondeu por 84% do faturamento total do grupo no segundo trimestre.
A rede social também divulgou que acumulou 1,13 trilhão de cliques no botão "curtir" desde que lançou esse recurso, em fevereiro de 2009. Muitas das campanhas publicitárias que empresas conduzem no Facebook são criadas a fim de levar os usuários a apertar o botão. Às 12h14 (horário de Brasília), as ações do Facebook exibiam queda de 0,46 por cento, cotadas a 21,74 dólares. Elas chegaram ao mercado em maio ao preço de 38 dólares.

Fonte: G1