•  
     

Entrevista com CNB.fuzi

fuzi.jpg
fuzi.jpg (6.78 KiB) Visto 552 vezes


Em meio a estes conturbados dias para o cenário brasileiro, o site do Made in Brazil teve a oportunidade de conversar com um dos diretores de uma das organizações que mais crescem no país: o Canibais Gaming.

Na noite da última terça, o CNB anunciou a contratação do ex-MIBR Guilherme “spacca” Spacca, se credenciando, definitivamente, como um dos favoritos ao título da G3x Cup 4, que acontecerá nos dias 12 e 13 de dezembro, em São Paulo.

Nesta entrevista, Cleber “fuzi” Fonseca, de 18 anos, conta tudo sobre os bastidores da organização e como é estar a frente do CNB. Perguntamos também sobre a época em que o teamfuRy defendeu a tag e dias depois a deixou, em um polêmico acontecimento do cenário nacional. Fuzi ainda falou sobre a contratação de spacca, sobre outros games e sobre o CNB em 2010.

Leia:

Gostaria que você se apresentasse para os leitores do site do MIBR.
Para quem não me conhece meu nome é Cleber Fonseca, tenho 18 anos e atualmente estou só trabalho no período integral. Estou no CNB há cerca de 7 anos, entrei no mesmo quando jogávamos 4fun no CS 1.5 ainda.

Como começou o Canibais Gaming? De onde surgiu a ideia e como vocês escolheram o nome?
O Canibais surgiu em servidores 4fun no ano de 2001, quando o CS estava bem no auge. Eu não sei ao certo de onde surgiu o nome, porém fomos levando e até hoje ficou.

cnb_fuzi.jpg
cnb_fuzi.jpg (15.02 KiB) Visto 552 vezes


Qual sua rotina de trabalho em relação ao CNB?
Eu tento aproveitar todo tempo que tenho livre no trabalho para estar acompanhando toda a organização e conversando com os membros diariamente. Faço a maioria das matérias do site, incluindo alguns banners e atualizações e, de noite, treino com a equipe de CS Source do CNB, da qual sou player.

O CNB Gaming possui divisões de outros games. Comente sobre os jogadores que as representam.
Para responder a esta pergunta, irei dividir em itens.
FIFA: temos 2 jogadores muito amigos. Elinho e NoNa são dois caras que sei que posso contar por bastante tempo. Temos um ótimo relacionamento e ambos tem grande potencial no jogo, sempre estão entre os tops nos maiores campeonatos.

DOTA: eu, particularmente, não entendo muito do jogo, mas sei que é uma equipe com muito potencial. Tenho contato direto com os managers kzO e Tileco, que me auxiliam muito na organização da equipe e me deixam por dentro de tudo. Esta sexta-feira terá um bootcamp lá na Gamenetx de DOTA para que possamos fazer a entrega dos uniformes e estrear a equipe.

TeamFortress 2: a equipe é liderada pelo jogador midn, que é muito organizado e também me auxilia na organização da equipe. Estou sempre conversando com ele para ver o rendimento dos jogadores e as necessidades. Esta é uma das equipes em que vejo MUITA raça! Eles estão participando da Liga Brasileira de Team Fortress 2, tiveram 2 rodadas que estava muito difícil para ganhar, mas eles não desistiram e nos últimos instantes conseguiram a virada, conquistando a vitória. Semana que vem começam os playoffs desta liga.

COD4: a equipe de COD4 é lidera pelo X-Delta, meu maior amigo que conheci na internet. Ele é o fundador do CNB e me deu a chance de entrar na mesma há 7 anos. Me ensinou muita coisa. Atualmente a equipe está passando por uma pequena reformulação e em breve anunciaremos a nova line-up.

CS 1.6 NET: é liderada pelo Skyline. Tenho total confiança nele, que está levando a equipe do CNB de NET desde 2005 e sempre me deixa por dentro de tudo. É uma divisão muito criticada por muitos, porém dou meu voto para o Skyline levar a divisão de net até quando for possível.

Football Manager: nossa nova equipe. O líder acompanhava o CNB e tentou a chance de poder representar nossa organização neste jogo pouco conhecido no Brasil. Achamos muito interessante a proposta e decidimos fazer o teste. Espero que tenhamos bons resultados e que mais pessoas comecem a acompanhar este jogo.

Temos também as equipes de CS Source e CS 1.6, que já são mais conhecidas.
No 1.6 estamos com a nova line, contando com a presença de spacca e acreditamos que esta nova fase dará muitos frutos para o CNB. É uma equipe muito forte. Também tenho contato direto com todos os jogadores. O chucky estudou comigo um tempo na faculdade, então facilita na comunicação e bem estar do time. O pessoal ex-crashers eu conheci há pouco, mas parece que já faz anos que trabalhamos juntos, todos com um foco em sempre vencer e uma união dificil de se ver no CS do Brasil.

cnbsourcefuzi.jpg


No CS Source eu lidero a equipe, então talvez seja a equipe que eu mais pego no pé diretamente. São todos jogadores conhecidos do cenário do Source e estaremos disputando a Targetdown Cup no final de dezembro.

Como vocês administram a organização? Qual a fonte de renda e como é possível manter tantas divisões?
O CNB só existe por causa de 3 cabeças e se uma delas desistir, acredito que o CNB acabe. A adminstração é feita por mim, meu irmão (fury) e o panssa que, apesar de não ser de sangue, considero um irmão também. Nós tentamos nos dividir, dentro do possível, em algumas áreas. Eu cuido mais da parte comunicativa integrantes-organização e atualização do site. Meu irmão fury cuida da parte financeira e da relação com os patrocinadores e o panssa cuida das relações públicas e marketing, sendo que ele desenvolveu o site inteiro. Para tomarmos qualquer decisão sempre nos comunicamos. Atualmente investimos uma certa quantia de nosso bolso, mas conseguimos manter todas essas divisões com ajuda dos patrocinadores.

Você acredita que o investimento do próprio bolso em um game valha a pena?
Começamos a fazer isso por puro amor e hobby a games, hoje em dia a brincadeira ficou mais séria. Investimos não só para crescer o CNB, mas também o e-sports no Brasil. Sabemos que todo investimento tem seu risco, mas acreditamos na tendência do mercado e em nosso projetos.

E qual é o retorno esperado?
Para 2010 esperamos ter times competitivos, estáveis e de reconhecimento internacional.

Logo após a KODE5 Brasil, em abril, vocês contrataram o teamfuRy. Dias depois, a line foi se desfazendo. Você se arrepende de o TF ter representado o CNB?
De forma alguma nos arrependemos. Aprendemos muito com esta passagem, como por exemplo fazer um planejamento melhor. Além disso, após a saída dos mesmos, estamos em constante crescimento. Eles foram nossa primeira experiência com um time top de CS.

O que aconteceu nos bastidores naquela época? A que você atribui a saída dos jogadores?
Na época estávamos todos empogaldos de ambas as partes, nós por ter um representantes de alto nível e eles por terem uma estrutura para jogar mais confortável. Tivemos algumas conversas, nas quais estava tudo ok. Alguns dias depois já fomos pegos de surpresa com o anúncio do AerofoX, que estava “largando” o CS na época. A partir disso perdemos o controle. Os jogadores desanimaram com a saída dele, pois ele era uma espécie de líder para a equipe. E então, quando ficamos sabendo, alguns integrantes já estavam em outras equipes.

Em junho, o CNB surpreendeu a comunidade ao contratar o Team.AUTHORITY. Por que, pouco a pouco, a line foi ficando cada vez menos carioca?
Quando o teamfuRy saiu, muitos times entraram em contato conosco para ocupar a vaga do mesmo. A proposta que mais nos interessou foi a do Team.A. Na época eles estavam como top3 do Brasil e achamos que seria o ideal para nós. Não lembro ao certo a line do Team A, mas, em algumas conversas, os próprios integrantes se interessaram em chamar guerri e chucky e tiveram nosso aval. Nunca tivemos a ideia específica de ter um time carioca e sim um time competitivo. As mudanças foram ocorrendo naturalmente conforme as necessidades e disponibilidade de jogadores do momento.

O que o capitão cky trouxe de bom para o time?
Como citei acima, pelo fato de ter estudado com o chucky, tenho muita confiança no mesmo. Em relação a player, é um cara muito dedicado e que abraçou a nossa organização. É um ótimo assaulter e um capitão que nunca vi igual. Ele leva a moral do time lá em cima, fala os erros, os acertos, apoia quando preciso, briga quando necessário, traz muita calma para os mais jovens e tem a função de fazer todas as táticas do time. Espero contar com ele no CNB durante muito tempo. Ele é a base do time.

Mesmo com uma line bem forte e cotada para estar entre as melhores do país, o CNB Gaming terminou na 3ª posição da DIDE São Paulo. Este resultado foi decepcionante para a direção?
Na DIDE tínhamos o time competitivo que procurávamos. A equipe se dedicou bastante, com treinos diários. Estávamos muito confiantes e esperando o top1. Realmente não só nós da direção, mas o time inteiro ficou decepcionado. Méritos para crashers e playArt, que jogaram realmente muito bem.

Vocês também tentaram formar uma line com jogadores de três estados diferente. Você acredita que isso seja realmente possível e viável?
Sim, pelo fato dos jogadores terem suas vidas fora do CS, acredito que o treino na internet seja mais viável. Apesar da internet brasileira não ser das melhores, não temos muitos problemas de ping e dá para treinar normal. Realmente treinar na lan é mais proveitoso e dá para pegar um ritmo melhor, porém não acho que isso seja decisivo em um campeonato em lan.

O que é decisivo em um campeonato em lan?
No meu ponto de vista, o que realmente decide um campeonato, além de treinos, tanto na lan quanto na internet, é a força de vontade da equipe, a vontade de vencer e a auto estima.

CNB.JPG


O CNB Gaming tem feito uma campanha para arrecadar dinheiro com doações. Vocês tem conseguido sucesso? O quão importante é a ajuda da comunidade?
O projeto, por ser pioneiro, está dentro das expectativas e com certeza mais pra frente sofrerá remodelações. O importante da comunidade ajudar é que todos temos uma paixão única pelo game. A intenção é reverter as doações em benefícios para toda organização do CNB, automaticamente melhorando a estrutura do e-sport brasileiro. A pessoa gosta do e-sport, contribui e vê a organização crescendo, se sente realizada e orgulhosa de fazer parte da evolução dos esportes eletrônicos no Brasil.

Muitas vezes os times são criticados por trocar as lines. Você acredita que isso já esteja na cultura do CS brasileiro? Quero dizer que as equipes são guiadas por bons resultados e, caso eles não apareçam, mudam algum player. Isso acontece no CNB?
Na minha opinião, ainda não faz parte na cultura brasileira o comprometimento em ser um profissional de games. Acredito que isto aconteça por falta de conhecimento. Os brasileiros, de forma geral, ainda não conhecem o e-sport, desconhecendo as dimensões desse segmento fora do país.
Vou dar um exemplo “_____”: Se um jovem de 14 anos vira para sua mãe e diz que vai dedicar sua vida para treinar e ser o melhor jogador de futebol americano do Brasil, automaticamente ela não irá aceitar esta ideia de seu filho, pois acredita que isto não dê futuro. Talvez ela não saiba as dimensões de liga Super Bowl nos Estados Unidos e que seu filho pode ser um grande esportista e ganhar muito dinheiro com isso.
Em relação ao CNB, apesar das mudanças, exceto esta nova contratação do spacca, que foi pelo fato de ser um player mais experiente, aconteceram por diversas aspectos e a falta de resultados não se implica nestes. Na época do Team.A, kalotz e dmz pararam, logo em seguida com bk, bra, lrz e dbs, o dbs parou também e o bk decidiu jogar com o pessoal do estado dele. Para que a equipe fosse recomposta, foi necessário, devido às ações dos outros membros que deixaram o CNB, a reformulação total para que chegar aonde estamos.

As mudanças também são motivadas por brigas entre os jogadores e isso é bastante difícil de se evitar. Você acha que é possível superar essas adversidades para se formar um time campeão?
Acredito que brigas fazem parte da vida, como uma forma de crescimento, é natural do ser humano. Dentro da organização CNB deixamos bem claro que antes de tomar qualquer atidude, seja por brigas ou outros assuntos, iremos conversar civilizadamente e tomar a decisão correta e não agir pelo impulso.

cnb_wcg.jpg


Como vocês decidiram contratar o spacca? Em que momento isso aconteceu?
Com a confirmação da dispensa de spacca da equipe do MIBR, nosso manager Ferrer entrou em contato com o mesmo e foi acertado com o concentimento da diretoria e de todos os players a entrada dele em nossa equipe.

Com a recente contratação de spacca, o CNB passa a ter 2 ex-MIBRs. Você acredita que o CNB está no caminho para ser uma das melhores organizações de e-sports do país?
Este foi nosso primeiro ano como multigaming e estamos muito contentes com nosso crescimento. Vamos continuar trabalhando para estar entre os melhores.

O CNB paga salários aos jogadores? Como funciona o apoio da organização? Você acha que o dinheiro é importante para a motivação de um jogador?
Estamos com um projeto de profissionalização para o ano que vem, agora que conseguimos um grande apoio para nossa organização. Atualmente damos todo o suporte necessário para os jogadores se concentrarem apenas no game. Pagamos todas as viagens, inscrições, servidores (game, teamspeak e ventrilo), descontos em acessórios, descontos em jogos e hardwares, bonifcações por resultados satisfatórios, basicamente é isso. Quanto a salário, acredito que não faça ganhar jogo, mas com certeza ajuda, pois dependendo da situação, o jogador pode dedicar maior tempo ao jogo e estar melhor preparado para as competições .

A equipe participa, nos dias 12 e 13 de dezembro, da g3x Cup. O que você espera da competição, quais são as expectativas e quem você acredita que seja o grande adversário do CNB?
A line nova, com spacca, já iniciou a total vapor os treinos. Para nós, o campeonato começou hoje e estamos com as melhores expectativas. Não existe um grande adversário, todos os jogos serão tratados da mesma maneira, como se fosse a Grande Final.

cnbfuzi.jpg
cnbfuzi.jpg (14.61 KiB) Visto 552 vezes


Quais são os planos para o time de CS do CNB para 2010?
Os planos são: fortalecer a line atual, conseguir um bom teamplay, estando preparados para lutar pelas vagas nas finais mundiais dos maiores campeonatos: WCG, ESWC e KODE5.

Ok fuzi, o site do Made in Brazil agradece por esse tempo cedido e pela excelente entrevista. Para terminar, pode deixar o seu recado.
Muito obrigado pelo espaço cedido e gostaria de agradecer a todos os integrantes do CNB, pois são eles os responsáveis para o sucesso de nossa organização. Gostaria de deixar um agradecimento especial ao nossos patrocinadores Gamenetx, ProGaming, Ultramicro, SenhaGames, X2Games e BSgames e um grande abraço para meu irmão fury, panssa e Ale, que está nos apoiando muito nesta fase. É claro que não posso esquecer de todos que torcem por nós, muito obrigado pelo apoio e carinho que recebemos!

Link: http://www.mibr.com.br/?p=17780
 
Os cara jogam muito