•  
     

[CORINTHIANS] Elogiados pelas autoridades!

Imagem

Data vênia, data máxima vênia. No dia seguinte à conquista da Taça Libertadores pelo Corinthians, um juiz pediu permissão às partes e aos advogados durante uma audiência de conciliação na 2ª Vara do Trabalho de Campo Grande para registrar em ata sua "singela homenagem" ao time do coração.
- Ao iniciar os trabalhos, este magistrado pede vênia às partes e advogados presentes para prestar uma singela homenagem ao seu time do coração, o Sport Club Corinthians Paulista, pela conquista da Libertadores. Registra, assim, seu sincero agradecimento ao técnico Tite e aos jogadores Cássio, Alessandro, Chicão, Leandro Castan, Fábio Santos, Danilo, Ralf, Paulinho, Alex, Jorge Henrique e Emerson por terem feito do dia 04.07.2012 um dos mais felizes e memoráveis para a Fiel Nação Corintiana.
saiba mais
Em Campo Grande, 10 mil saem às ruas para celebrar título do Timão
'Bando de loucos' em Campo Grande comemora título da Libertadores
De quebra, o magistrado pede para enviar a cópia do documento ao presidente do Corinthians, Mário Gobbi, para que a homenagem chegue ao conhecimento do técnico e dos atletas relacionados. Os advogados, "ambos corintianos", prestaram solidariedade ao juiz.
Procurado pelo GLOBOESPORTE.COM para comentar o assunto, o magistrado informou por meio da assessoria de imprensa do Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região (TRT-MS) que só irá se manifestar na segunda-feira.
Questionado sobre a conduta dos advogados, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil - seccional Mato Grosso do Sul, Leonardo Avelino Duarte, disse não ter visto erro de conduta por parte dos profissionais, mas avaliou o fato como uma "falta de respeito" perante a Justiça.
- Acho que foi uma brincadeira infeliz do magistrado. É uma falta de respeito com o símbolo da Justiça, que não deve se prestar a esse tipo de coisa. Há uma certa sacralidade, um certo formalismo nisso. O advogado está lá para defender cliente, não quer saber de outras coisas. Tenho certeza de que se o magistrado imaginasse a repercussão, não teria feito essa maluquice.