•  
     

Denúncie onde esta a viuva negra criminosa aqui

Imagem

Ela, que foi julgada à revelia (sem estar presente no tribunal), foi condenada pelo crime de homicídio duplamente qualificado por conta da morte do marido, o oficial do Exército Jorge Ribeiro. O crime ocorreu em fevereiro de 1992, em Copacabana, onde o homem foi amarrado e levou marretadas.

O Disque-Denúncia (0xx21 - 2253-1177) oferece R$ 11 mil de recompensa para quem indicar o paradeiro da Viúva Negra. O valor é o maior oferecido pelo programa, superando, inclusive, a oferta [R$ 5 mil] por informações que levem à prisão do traficante Nem, chefe do tráfico de drogas da favela da Rocinha, em São Conrado, zona sul do Rio. O serviço já registrou 56 ligações com informações sobre a criminosa.
 
'-'