•  
     

Coritiba vence Ypiranga mas não evita jogo de volta

O Coritiba venceu o Ypiranga-RS, no Estádio Colosso da Lagoa, em Erechim, por 1 a 0, e agora joga por um empate no jogo de volta para se classificar para a segunda fase da Copa do Brasil.

Sem repetir suas melhores atuações na temporada, o Coxa venceu com um gol irregular e pouco fez para buscar um placar mais dilatado, perdendo a chance de se classificar já no jogo de ida. Assim, a definição da vaga ficou para a partida no Couto Pereira, dia 24.

Antes disso, já no domingo, o Coritiba busca o título do primeiro turno do Campeonato Paranaense no classico com o Atlético-PR.

Erros da arbitragem dão vantagem ao Coritiba

O jogo começou equilibrado, com um leve predomínio do Ypiranga, que ameaçou a meta de Édson Bastos por duas vezes em menos de 15 minutos, em chutes de Cleiton e Geovani que passaram por cima do travessão.

Mas, na tentativa de abrir o placar, os donos da casa não controlaram o nervosismo, e logo ficaram com um jogador a menos. Aos 19 minutos, Emerson fez falta em Rafinha e em seguida chutou a bola para longe, levando cartão amarelo. Indignado, o volante xingou o árbitro Célio Amorim, levou o segundo cartão amarelo e, consequentemente, o vermelho.

Se acertou neste lance, em seguida o árbitro catarinense errou em lance capital aos 21 minutos. Em bola alçada na área gaúcha, o chute errado de Bill virou passe para Jonas tocar para o gol. A bola entrou mansamente no cantinho e o gol foi marcado, apesar do lateral alviverde estar impedido.

E bastaram mais quatro minutos de jogo para Célio Amorim prejudicar novamente o time da casa, deixando de marcar pênalti do zagueiro Pereira no atacante Tiago Pereira.

Depois disso, o Ypiranga seguiu pressionando enquanto o Coxa recuou e se armou para contra-atacar. João Lima, de cabeça, e João Paulo, em bomba de longe até tentaram empatar, mas o lance de maior perigo foi em cabeçada de Marcos Aurélio, que quase ampliou o placar.

Fechando a primeira etapa, Cleiton ainda deu um chute bisonho, em mais uma prova do nervosismo dos gaúchos.

Coxa administra e vence

No segundo tempo, as equipes não mudaram suas estratégias. E não demorou para o Ypiranga chegar com muito perigo. Primeiro foi Tiago Pereira que se enrolou para concluir, desperdiçando chance clara aos dois minutos. Mais tarde, aos 18 minutos, foi a vez do outro Thiago receber na área e chutar forte, na saída de Édson Bastos, acertando o travessão.

A resposta alviverde veio já com Anderson Aquino em campo. O atacante fez boa jogada e na sobra Marcos Aurélio, quase sem ângulo, exigiu boa defesa de Bruno Grassi, aos 21. Quatro minutos depois, foi o próprio Aquino que quase marcou o gol que daria a classificação antecipada para a segunda fase da competição, acertando chute cruzado na trave direita de Bruno.


Fonte: globoesporte