•  
     

Corinthians chama polícia, que recomenda treino fora do CT.

Desde quinta-feira, policiais estão no centro de treinamento do Corinthians para evitar tumultos por protestos de torcedores

O primeiro jogador a chegar no centro de treinamento do Corinthians foi Ronaldo. No seu carro, o atacante foi xingado por cerca de 30 torcedores que estavam esperando. Quinze minutos depois, o ônibus do clube com os demais jogadores chegou. Mais gritos de protestos puderam ser ouvidos. Os mais criticados foram Ronaldo, Tite e o presidente Andrés Sanchez. "Ronaldo a maior barriga, o maior salário, o menor futebol", estava escrito em um dos cartazes.

Do lado de dentro do CT, o Major Arantes coordenava o policiamento. “Estamos desde quinta-feira aqui. Viemos porque o Corinthians pediu, depois que houve a invasão”, afirmou o policial. Na madrugada após a eliminação da Libertadores da América, homens encapuzados entraram no local e depredaram os carros dos jogadores e da comissão técnica.

Imagem
fonte:esporteig