•  
     

Corinthians busca empate e vai à sua 1ª final

Após nove eliminações, algumas delas traumáticas como as duas para o Palmeiras e o vexame diante do Tolima, o Corinthians finalmente disputará uma final de Copa Libertadores. Um empate por 1 a 1 contra o Santos na noite desta quarta-feira fez a festa dos mais de 38 mil torcedores que compareceram ao Pacaembu.

No primeiro tempo, o Timão fez a Fiel sofrer. Abdicou do jogo e chamou o adversário para o ataque. Neymar abriu o placar aos 35 min, resultado que levaria a disputa para os pênaltis.

A postura da equipe da capital foi totalmente diferente na segunda etapa e, logo aos 2 min, Danilo anotou o gol da classificação. Agora, o Corinthians aguarda o vencedor de Boca Juniors e Universidad de Chile, que jogam nesta quinta-feira, para brigar pelo caneco inédito.

Nas partidas anteriores no Pacaembu, o Timão iniciou com uma forte marcação no campo de ataque, para desarmar o adversário e ter a posse de bola. Contra o rival da Baixada, com a vantagem do empate, posicionou seus 11 jogadores na defesa.

Arouca e Ganso trocaram de posição. O volante atuou mais avançado, enquanto o meia frequentemente buscou a bola na zaga para armar o time. Neymar, ao invés de ficar parado só pelo lado direito, se movimentou pelo meio, entre os zagueiros e volantes. Alan Kardec atuou aberto pela direita, com Borges centralizado no meio.

O jogo estava chato, sem chances do gol. Até que, aos 35 min, enfim o Peixe acelerou o jogo. Neymar se livrou da marcação na intermediária, disparou e tocou para Kardec na direita, que cruzou rasteiro. Borges desviou, a bola bateu na trave, e o camisa 11 pegou o rebote para fazer 1 a 0.

Atrás no placar, os donos da casa decidiram buscar o ataque. Aos 45 min, Fábio Santos cruzou, Jorge Henrique mergulhou de cabeça e exigiu uma boa defesa de Rafael.

“Temos que melhorar um pouco, a gente está muito atrás o tempo todo”, criticou Leandro Castán, em entrevista à Rede Globo, no intervalo.

”No primeiro tempo a gente estava determinado a fazer o gol e conseguimos. Agora é voltar igual ou melhor para conseguir outro porque o empate é bom pra eles”, disse do outro lado Arouca.

O descontentamento de Tite ficou evidente na volta para a etapa final. Liedson entrou no lugar de Willian, e a torcida aprovou.

O cenário mudou logo aos 2 min. Em cobrança de falta de Alex, a defesa santista errou na marcação, Danilo dominou sozinho no segundo pau e só teve o trabalho de tirar de Rafael, para delírio dos torcedores.

Com a obrigação de vencer, o Peixe passou a ter mais posse de bola, só que sem qualidade para superar a retranca corintiana. Neymar não fez a diferença e Ganso jogou muito recuado. Leo, Elano e Dimba entraram, mas pouco fizeram. Os bicos pra frente não surtiram efeito, e a Fiel pôde dar seu show.

Fonte
 
Corinthians é 1 _______!

TRICOLO PODE PERDE MAIS PRA MIM É O MELHOR S2!