•  
     

Confirmado: Marte pode ter oferecido condições favoráveis à vida no passado





Curiosity encontra evidências de que o Planeta Vermelho pode ter sido um ambiente oportuno para a sobrevivência de microrganismos.




Imagem

De acordo com uma incrível notícia divulgada pela NASA, a Curiosity encontrou em Marte evidências de que, no passado distante, o planeta pode ter oferecido condições para a existência de vida, mais especificamente para a sobrevivência de microrganismos. A conclusão veio depois da análise de uma amostra obtida através da perfuração de uma rocha em uma área conhecida como Yellowknife Bay.

Os resultados revelaram que a amostra continha traços de nitrogênio, hidrogênio, oxigênio, enxofre, fósforo e carbono, que são todos ingredientes indispensáveis para a existência de vida microbiana. Segundo os cientistas da agência espacial, o material coletado aponta que as rochas provavelmente fizeram parte de uma rede de drenagem ou de um leito de lago que secou há milhões de anos, mas que seria um ambiente ideal para a sobrevivência de microrganismos.


Micróbios fossilizados

Infelizmente, apesar da incrível conclusão, a sonda espacial ainda não encontrou nenhuma evidência na forma de micróbios fossilizados. No entanto, o resultado das análises é animador o suficiente para que a NASA declare publicamente que esta é a evidência mais forte já encontrada de que formas de vida podem ter existido em outro planeta além da Terra.

As amostras de rocha foram analisadas pelos instrumentos de mineralogia e química da Curiosity, que usa raios X para medir a quantidade específica de minerais presentes no material coletado. Os resultados apontaram que 20% da rocha perfurada é composta por minerais argilosos formados na presença de água.

Além disso, os instrumentos da sonda espacial também detectaram a presença de elementos químicos oxidados e não oxidados, ou seja, a mesma combinação que oferece condições favoráveis à existência de vida microbiana aqui na Terra

Fonte