•  
     

Como conservar mais o seus utensilhos !

Dicas de estilistas e sapateiros para ajudar você a cuidar corretamente de seus pares e fazê-los durarem anos sem perder a cor, forma e conforto
Eles são levados de um lugar para o outro, usados à exaustão e, na maioria das vezes, pouca atenção recebem dos seus donos. Os calçados são, geralmente, peças caras e feitas para durar anos, mas nem sempre é isso o que acontece.
A falta de cuidado ou o uso de produtos inadequados para a limpeza podem encurtar a vida dos sapatos. “Já vi casos de pessoas que passaram álcool para amaciar o couro, colocaram no micro-ondas para secar ou deixaram os calçados espalhados e o cachorro acabou roendo”, conta o sapateiro Marcos Badillo, da Sapataria Irmãos Badillo.

A gerente de operações da Sapataria do Futuro, Nadir Felício, conta que um dos principais erros que as pessoas cometem em relação a seus calçados é a limpeza inapropriada. “Na maioria das vezes, as pessoas não limpam seus calçados depois do uso. O ideal é guardá-los limpos, inclusive a sola, e deixá-los para ventilar antes de guardar. Além disso, o uso de produtos que não são específicos para esse fim danifica o material, o que pode ser irreversível.”

Além da limpeza e cuidado, a organização dos pares é fundamental. “O ideal é organizar por modelo: sapatilhas, botas, chinelos, sandálias. Você pode colocá-los em saquinhos de TNT ou tela para respirarem ou deixá-los enfileirados no armário. No caso das botas, se possível, não deixe o cano dobrado. Coloque um papel dentro para que ele fique reto. Sapatos mais caros e delicados, com pedrarias, por exemplo, devem ser guardados nas suas caixas, para protegê-los melhor”, ensina a estilista Paula Martins.

Vistoria periódica 
A estilista recomenda que, a cada dois meses, seja feita uma vistoria nos calçados. “É bom verificar o bico, a capa do saltinho, a sola, a limpeza e não esperar o sapato danificar muito para levá-lo ao conserto. A esta altura, pode ser que não tenha mais solução”, afirma Paula.

A estilista ressalta que o cuidado tem de ser redobrado no caso dos sapatos com solas claras, já que o couro absorve a sujeira. “O calçado vai empretecendo e fica difícil remover o encardido. Verifique sempre se o pé está limpo antes de usá-lo.”

Sapateiros dão dicas de reforma e limpeza dos calçados
Se o calçado precisa de uma reforma ou se você simplesmente enjoou do modelo, mas não quer jogá-lo fora, os sapateiros podem dar uma mãozinha e deixá-lo como novo. Marcos Badillo e Nadir Felício contam quais são as principais alterações possíveis, e também ensinam como fazer corretamente a limpeza de cada tipo de calçado.

Reforma 
- Cor: quase todos os materiais podem ter sua cor modificada ou retocada
- Salto: o tamanho dos saltos pode sofrer suaves modificações tanto para mais quanto para menos. O formato do salto também pode ser alterado para mais fino ou mais grosso
- Botas: para aquelas pessoas que têm a panturrilha muito grossa ou muito fina, é possível acrescentar ou diminuir tecido no zíper das botas
- Bico: dá para deixar o bico mais arredondado e colocar uma proteção para o desgaste ser menor
- Sola: é possível acrescentar um antiderrapante ou colocar uma nova sola no caso de a primeira estar danificada ou muito gasta
- Tamanho: o número do seu calçado pode ser maior ou menor. Palmilhas e suportes para o calcanhar diminuem a numeração, enquanto ferramentas específicas para alargar o sapato aumentam

Limpeza adequada 
- Couro: utilize uma flanela limpa e seca, já que o couro absorve pouca sujeira, e depois aplique a graxa
- Plástico: use um pano umedecido com água e sabão e passe a esponja para tirar sujeiras mais difíceis, ou lave-os com água e sabão neutro. Deixe secar à sombra
- Tecido: a limpeza deve ser a seco, já que a água pode manchar as cores ou soltar a cola da sola. Faça uma espuma com água e sabão neutro e utilize uma escova de cerdas macias para limpá-lo. Retire com um pano seco.
- Sintético: utilize um pano seco e produtos neutros próprios para esse tipo de material.
- Verniz: nunca utilize sabão, apenas produtos específicos para verniz
- Nobuck e camurça: nunca utilize produtos abrasivos. Limpe com espuma de água com sabão neutro ou produtos apropriados para esse tipo de material. Passe uma escova firme e um pano seco em seguida. Deixe secar à sombra. Se possível, utilize um revivedor para retomar a cor e impermeabilizante para proteger dos líquidos.
 
Obaaaaaa!!!

Vo agora mesmo limpa meu Kichute !!!