•  
     

Começa plebiscito que decidirá se presidente romeno será destituído

Os colégios eleitorais na Romênia abriram suas portas neste domingo (29) para um controverso plebiscito sobre a destituição do presidente do país, o conservador Traian Basescu, suspenso de suas funções pelo Parlamento por supostas violações graves da Constituição.

A participação decidirá o futuro de Basescu, depois que o próprio presidente e seus aliados conservadores convocaram um boicote para que não se consiga o quórum de presença nas urnas da metade mais um dos eleitores para validar o plebiscito.

Os mais de 18 mil colégios eleitorais habilitados - entre eles, 306 no exterior - fecharão suas portas às 18h (horário de Brasília).

Trata-se de um horário eleitoral inédito para o país balcânico e mais longo do que o habitual, decidido pela coalizão governamental de centro-esquerda que iniciou o processo de cassação para levar mais cidadãos às urnas e conseguir o quórum que torne efetiva a consulta