•  
     

Com chuvas, Goiás Velho decreta emergência e recebe R$ 500 mil

Imagem

O prefeito da Cidade de Goiás, mais conhecida como Goiás Velho, Joaquim Berquó, decretou situação de emergência em decorrência das chuvas, nesta quinta-feira. Segundo ele, pelo menos dez pontes foram danificadas, sendo que uma delas ficou completamente destruída.
Na GO-164, a queda de uma ponte interrompeu o trânsito. O Exército brasileiro foi acionado e uma ponte metálica funciona como solução provisória para o problema, mas suportando apenas um veículo por vez. "Temos que buscar recursos. A prefeitura sozinha não dá conta. São estradas (a serem consertadas) e tem também o produtor que tem que escoar seus recursos", disse Berquó.
Após receber um relatório sobre os danos na região, a ministra da Cultura, Ana de Hollanda, anunciou um repasse de R$ 500 mil para a recuperação e a preservação do patrimônio local. Segundo ela, o valor é uma verba emergencial para "primeiros-socorros" e a pasta ainda deve definir ações de médio e longo prazo.
"A visita me trouxe a preocupação de ter uma ameaça anual e a gente, do ministério, tem que correr e estar sempre em alerta para ajudar a manter (a cidade) junto com a prefeitura e o Estado", disse.
Berquó afirmou que a quantia é bem-vinda, mas ainda não é o suficiente para cobrir todos os estragos. A esperança é que o governador goiano, Marconi Perillo, trabalhe a favor da cidade, complementando a ajuda financeira.
O presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Luiz Fernando de Almeida, disse que o escritório regional do órgão em Goiás Velho vem realizando um monitoramento permanente da situação de chuvas e dos consequentes riscos ao patrimônio local.
Ele cobrou, entretanto, parcerias com outros ministérios para ajudar na liberação de recursos. "Esse é o grande desafio colocado para todos nós: entender que a preservação do patrimônio não é só um problema de política patrimonial, mas também de política urbana e ambiental", afirmou.
 
ta Tenso aki em Goiania tambem !!
 
Lukinhas514 Escreveu:Imagem

O prefeito da Cidade de Goiás, mais conhecida como Goiás Velho, Joaquim Berquó, decretou situação de emergência em decorrência das chuvas, nesta quinta-feira. Segundo ele, pelo menos dez pontes foram danificadas, sendo que uma delas ficou completamente destruída.
Na GO-164, a queda de uma ponte interrompeu o trânsito. O Exército brasileiro foi acionado e uma ponte metálica funciona como solução provisória para o problema, mas suportando apenas um veículo por vez. "Temos que buscar recursos. A prefeitura sozinha não dá conta. São estradas (a serem consertadas) e tem também o produtor que tem que escoar seus recursos", disse Berquó.
Após receber um relatório sobre os danos na região, a ministra da Cultura, Ana de Hollanda, anunciou um repasse de R$ 500 mil para a recuperação e a preservação do patrimônio local. Segundo ela, o valor é uma verba emergencial para "primeiros-socorros" e a pasta ainda deve definir ações de médio e longo prazo.
"A visita me trouxe a preocupação de ter uma ameaça anual e a gente, do ministério, tem que correr e estar sempre em alerta para ajudar a manter (a cidade) junto com a prefeitura e o Estado", disse.
Berquó afirmou que a quantia é bem-vinda, mas ainda não é o suficiente para cobrir todos os estragos. A esperança é que o governador goiano, Marconi Perillo, trabalhe a favor da cidade, complementando a ajuda financeira.
O presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Luiz Fernando de Almeida, disse que o escritório regional do órgão em Goiás Velho vem realizando um monitoramento permanente da situação de chuvas e dos consequentes riscos ao patrimônio local.
Ele cobrou, entretanto, parcerias com outros ministérios para ajudar na liberação de recursos. "Esse é o grande desafio colocado para todos nós: entender que a preservação do patrimônio não é só um problema de política patrimonial, mas também de política urbana e ambiental", afirmou.


pago uma rajada pro meiin , foto igual.