•  
     

Cientistas declaram autêntica cabeça do rei Henrique IV

Cientistas consideraram autêntica a cabeça do rei Henrique IV, encontrada após vários séculos de peregrinação em casa de um aposentado, em 2008. Está em "muito bom estado de conservação", apresentando cabelos e restos de barba, diz um estudo publicado pela revista British Medical Journal, que relata a surpreendente descoberta.
"Está ligeiramente escurecida, com os olhos semicerrados e a boca aberta e apresenta vários sinais distintivos: uma pequena mancha de 11 mm abaixo da narina direita, um orifício atestando o uso de brinco na orelha direita, como era moda na corte dos Valois, e uma lesão óssea acima do lábio superior esquerdo, marca de uma estocada feita no rei por Jean Châtel, durante tentativa de assassinato em 27 de dezembro de 1594", diz parte da nota na revista.
O estudo foi realizado por 19 cientistas dirigidos pelo Dr. Philippe Charlier, médico legista de Garches, também conhecido como "o Indiana Jones dos cemitérios"; é famoso por ter revelado o envenenamento por mercúrio de Agnès Sorel, favorita de Charles VII, e demonstrado que os restos conservados no castelo de Chinon não são de Joana d'Arc. Charlier trabalhou em colaboração com um dos historiadores de Henrique IV mais conhecidos, Jean-Pierre Babelon. O estudo, filmado por dois jornalistas, será divulgado em fevereiro na televisão, segundo a produtora Galaxie Presse.
Assassinado por Ravaillac, um fanático católico, em 14 de maio de 1610, Henrique IV foi enterrado na Basílica Saint-Denis, junto com outros reis da França. Mas, em 1793, seu caixão foi aberto por revolucionários, explicou Rodolphe Huguet, presidente do Cendre (Círculo de estudos de necrópoles dinásticas e reais europeias), apaixonado pela história deste rei. "O corpo foi atirado numa vala comum, junto com outros. Neste momento, a cabeça deve ter se separado. Após a Revolução, partes de restos reais reapareceram em casa de particulares - um osso, um dedo, cabelos, uma omoplata de Hugues Capet", prosseguiu.

Foont: Terra.com.br