•  
     

Ciclone atinge nordeste da Austrália e deixa rastro de destruição

Moradores do Estado australiano de Queensland estão calculando os prejuízos, após a passagem do ciclone Yasi. Ventos de até 300 km/h deixaram um rastro de destruição em toda a região, no nordeste do país - a mesma onde graves enchentes deixaram 35 mortos no final do ano passado.

Imagem

Pior ciclone a atingir a região em um século, o Yasi é de categoria cinco na escala de força Saffir-Simpson (que vai de um a cinco), mesmo nível do furacão Katrina, que devastou Nova Orleans (Estados Unidos) em 2005.

Na cidade de Cairns, uma das mais afetadas, o ciclone destelhou casas, destruiu algumas construções, derrubou árvores de grande porte e cortou as linhas de transmissão de energia.

Cerca de 30 mil pessoas foram retiradas de locais na rota do Yasi e levadas a abrigos. Alguns foram montados em shopping centers, outros em ginásios esportivos.

A primeira-ministra (equivalente a governadora) de Queensland, Anna Bligh disse estar "aliviada" pelo fato de nenhuma morte ter sido registrada.

No entanto, ela acrescentou que a situação era grave em diversas cidades, como Tully, onde "90% dos prédios foram gravemente afetados"

Devastação

Outras localidades costeiras como Mission Beach, Cardwell e Innisfail também sofreram com a passagem do Yasi.

O morador de Tully Ross Sorbello disse ao jornal Sydney Morning Herald que a cidade parecia uma "cena de devastação em massa".

Além de árvores derrubadas e telhados destruídos, ele disse que as ruas estão cobertas de entulhos.

"A casa que ficava do outro lado da rua está praticamente no nosso quintal e há outras casas totalmente destruídas no bairro", afirmou Stephanie Grimaz ao jornal Queensland Times.

Nesta quinta-feira, 3, o ciclone deve se dirigir para o sudoeste do país, atingindo cidades como Georgetown e Charters Towers.

Sem precedentes

Na véspera da passagem do Yasi, Bligh fez um apelo aos moradorse para que se preparassem e seguissem as orientações, já que enfrentariam uma devastação sem precedentes na história do país.

Segundo Holly Green, do serviço de meteorologia da BBC, o Yasi não está sendo relacionado ao fenômeno climático La Niña, já que a temperatura da água na costa da Austrália está dentro dos padrões normais.

O ciclone Yasi está sendo considerado o pior e mais poderoso que já atingiu a Austrália.

Em 1974, o ciclone Tracy, o mais forte até então, atingiu a cidade de Darwin, no norte do país. Naquele Natal, 71 pessoas morreram, e o ciclone com ventos de quase 300 km por hora destruiu milhares de casas e lojas.

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.


Fonte: Estadao