•  
     

Cacá Bueno bate na última volta, mas fica com título da Stock Car

NOVA SANTA RITA - Em uma corrida tumultuada, neste domingo, Cacá Bueno bateu na última volta no circuito de Nova Santa Rita (RS), mas ficou com o título da temporada da Stock Car. O piloto contou com um fraco desempenho do rival Max Wilson, único que poderia desbancá-lo na briga pelo troféu, e se sagrou tetracampeão da categoria. A última etapa da Stock Car em 2011 foi vencida por Daniel Serra, acompanhado de Popó Bueno e David Muffato no pódio.

Favorito ao título, Cacá Bueno só dependia de si mesmo para ficar com o troféu. Ele precisava chegar em segundo lugar para afastar qualquer risco de ser superado por Max Wilson. A situação de Cacá ficou ainda mais favorável com a pole position conquistada no sábado.

Mas toda essa vantagem foi derrubada por uma fraca largada. Após sair na pole, Cacá chegou a cair para o quinto lugar. Outro candidato ao título, Max Wilson teve ainda mais problemas ao bater no início e perder parte da traseira. Nos boxes, o carro de Wilson pegou fogo, o que tumultuou ainda mais sua parada.

Longe da briga pelas primeiras posições, Wilson abriu caminho para a vitória de Cacá. O favorito aproveitou a chance e assumiu a liderança da prova. Mas, na penúltima volta, se chocou com Marcos Gomes, ao tentar defender a primeira colocação, e deixou a corrida mais cedo.

No final, o tetracampeão se mostrou irritado com um suposto erro do rival na ultrapassagem. 'Foi um absurdo o que ele fez. Ele é filho de um grande campeão, o Paulão, mas ele mostrou que ele não é um grande campeão com a atitude que ele teve hoje', comentou, em entrevista à TV Globo.

Apesar da irritação, Cacá não deixou de comemorar mais um título. 'Agora é festejar por mim, pela equipe e com o ano que a gente fez. Estou radiante. Lógico que eu queria a vitória. Tinha tudo para ganhar hoje. Pena que faltou um pingo de consciência ali', criticou.

Max Wilson também não conseguiu completar a prova. Ele se envolveu em uma batida com vários carros no mesmo ponto em que Cacá parou, no trecho final do circuito.

Classificação da prova:

1.º - Daniel Serra, 46 voltas em 44min26s614

2.º - Popó Bueno, a 0s830

3.º - David Muffato, a 1s347

4.º - Felipe Maluhy, a 10s375

5.º - Duda Pamplona, a 11s172

6.º - Eduardo Leite, a 15s290

7.º - Rodrigo Sperafico, a 17s914

8.º - Marcos Gomes, a 32s225

9.º - Thiago Camilo, a 34s426

10.º - Giuliano Losacco, a 43s216

11.º - Cacá Bueno, a 1 volta

12.º - Allam Khodair, a 1 volta

13.º - Átila Abreu, a 1 volta

14.º - Nonô Figueiredo, a 1 volta

15.º - Júlio Campos, a 1 volta

16.º - Luciano Burti, a 1 volta

17.º - Max Wilson, a 1 volta

18.º - Matheus Stumpf, a 1 volta

19.º - Xandinho Negrão, a 1 volta

20.º - Tuka Rocha, a 1 volta

21.º - Alceu Feldmann, a 1 volta

22.º - Bruno Junqueira, a 1 volta

23.º - Ricardo Mauricio, a 2 voltas

24.º - Lico Kaesemodel, a 2 voltas

25.º - Ricardo Zonta, a 3 voltas

Abandonaram:

Rodrigo Navarro

Valdeno Brito

Serafin Jr.

Denis Navarro

A classificação final extra-oficial do campeonato:

1 - Cacá Bueno, 271 pontos

2 - Ricardo Maurício, 258

3 - Popó Bueno, 253

4 - Max Wilson, 248

5 - Daniel Serra e Allam Khodair, 240

7 - Marcos Gomes, 234

8 - Thiago Camilo, 232

9 - Luciano Burti, 226

10 - Átila Abreu, 219

Lista dos campeões da Stock Car:

Ingo Hoffmann - 12 (1980, 1985, 1989, 1990, 1991, 1992, 1993, 1994, 1996, 1997, 1998 e 2002)

Paulo Gomes - 4 (1979, 1983, 1984 e 1995)

Cacá Bueno - 4 (2006, 2007, 2009 e 2011)

Chico Serra - 3 (1999, 2000 e 2001)

Ângelo Giombelli - 3 (1991, 1992 e 1993)

Giuliano Losacco - 2 (2004 e 2005)

Affonso Giaffone - 1 (1981)

Alencar Jr. - 1 (1982)

Marco Gracia - 1 (1986)

Zeca Giaffone - 1 (1987)

Fábio Sotto Mayor - 1 (1988)

David Muffato - 1 (2003)

Ricardo Maurício - 1 (2008)

Max Wilson - 1 (2010)