•  
     

Botafogo vence Volta Redonda e alivia pressão sobre Joel Santana

Em busca de tranquilidade e de aliviar a pressão sobre o técnico Joel Santana, o Botafogo recebeu o Volta Redonda, neste sábado, no Engenhão, e obteve importante e animada vitória: 4 a 2. Com o resultado, o time sepulta as cobranças por um melhor futebol e larga com três pontos no Grupo B na disputa da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca.

Foram 45 minutos iniciais de muita agitação: um pênalti questionável, quatro gols e uma expulsão. Logo aos três minutos, Lucas se enroscou com Fabinho e caiu na área. O juiz marcou a penalidade, convertida por Herrera. O goleiro Mauro quase fez a defesa, mas o chute foi muito forte. O Volta Redonda não se intimidou e foi em busca do empate, mas quem marcou novamente foi o Botafogo.

Aos 19, Everton alçou na área e Caio, dando uma de Loco Abreu, a quem substituía, tocou de cabeça para ampliar. Pouco depois, o brioso time de Volta Redonda diminuiu. Serginho aproveitou o cochilo de Antônio Carlos, invadiu a área e cruzou para Jonnattann fazer um sofrido gol.

Nem mesmo a expulsão de Léo Gonçalves, aos 34, por cotovelada em Herrera, freou a reação dos visitantes. Aos 41, Ávalos empatou de cabeça, após cobrança de escanteio.

Rodrigo Mancha usou da mesma fórmula para recolocar o Botafogo na frente. A 1 minuto, o volante subiu mais que a zaga e testou nas costas de Padovani. Ele mesmo aproveitou o rebote e anotou. O time botafoguense chegou a nova vantagem de dois gols com Alex, que marcou seu primeiro gol pelo time profissional. Lucas recebeu lindo passe de Bruno Tiago no limiar do impedimento e rolou para trás para o atacante rolar para as redes.

O jogo seguiu agitado, com bons lances criados por ambos os lados. Glauber ainda foi expulso, já aos 40, e deixou a equipe com nove jogadores, mas o placar permaneceu inalterado e o Botafogo encontrou a tão procurada paz para curtir o carnaval e voltar com as baterias recarregadas para o restante da competição.


BOTAFOGO - 4 - Jefferson; Lucas, Antônio Carlos, Márcio Rosário e Marcio Azevedo; Rodrigo Mancha, Bruno, Everton (Arévalo) e Renato Cajá (Alex); Caio (Fabrício) e Herrera. Técnico - Joel Santana

VOLTA REDONDA - 2- Mauro; Serginho, Ávalos, Padovani e Fabinho (Tiago Costa); Jonilson, Léo Gonçalves, Jonnattann e Glauber; Jean (Bruno Lança) e Pedro Henrique (Arthur). Técnico - Dário Lourenço

Gols - Herrera, aos 4; Caio, aos 19; Jonnattann, aos 22; Ávalos, aos 41 do primeiro tempo. Rodrigo Mancha, a 1; Alex, aos 11 do segundo
Árbitro - Felipe Gomes da Silva
Cartões amarelos - Márcio Azevedo, Rodrigo Mancha, Everton, Caio, Jonílson, Jonnattann e Glauber
Cartões vermelhos - Léo Gonçalves e Glauber
Local - Estádio do Engenhão, no Rio

Fonte: Estadao
 
Thiago,ninguem Leu isso. e nem os outros topicos seus desse tipo uahsuhaushaushaha
 
Davi Escreveu:Thiago,ninguem Leu isso. e nem os outros topicos seus desse tipo uahsuhaushaushaha

idai ?
perguntei ?
lixo !