•  
     

[SANTOS] Atacante Borges se despede.

Imagem

Borges acertou com o Cruzeiro, mas antes de ir para Minas Gerais, o jogador fez questão de ir ao CT Rei Pelé para se despedir de jogadores e funcionários do Santos. Na manhã desta sexta-feira, o atleta deu seu "adeus" e, de forma rápida, relembrou seus melhores e piores momentos no Peixe.
Entre os negativos, dois foram marcantes: a derrota por 4 a 0 para o Barcelona, na final do Mundial do Japão, e a eliminação recente nas semifinais da Libertadores, contra o Corinthians.
- Esses foram os momentos mais tristes. Uma pena não conquistarmos o Mundial, porque na nossa frente tinha o Barcelona, que estava atropelando. Naquele momento, qualquer um perderia - lamenta o atacante.
Apesar do rendimento oscilante no fim de sua passagem no Santos, Borges tem motivos para comemorar do tempo em que atuou no clube. Em 2011, o centroavante foi o artilheiro do Campeonato Brasileiro, com 23 bolas na rede, e virou o maior goleador da história do Alvinegro em uma única edição do campeonato nacional, superando Serginho Chulapa.
- Meu contrato acaba em dezembro e já está no período em que posso assinar um pré-contrato. Quando surgiu a oportunidade do Cruzeiro, chegaram em um acordo entre os dois clubes. Ficou bom para todo mundo. Vim agradecer a todos, sempre tive carinho aqui. Foi um privilégio. Fui artilheiro do Brasileirão, alcancei a marca do Chulapa, que é ídolo do clube, e vesti a camisa da Seleção (no Superclássico das Américas). Saio de cabeça erguida e feliz pela oportunidade de ter vestido a camisa do Santos, que teve o melhor jogador de futebol de todos os tempos, o Pelé - encerrou o centroavante.
No Cruzeiro, Borges se juntará ao argentino Martinuccio como as apostas da diretoria celeste para aumentar a qualidade do setor ofensivo. O atacante, de 31 anos, em 54 jogos com a camisa do Santos, marcou 31 gols, e conquistou um Campeonato Paulista (de 2012).