•  
     

Assassino da Noruega fala de seus traumas e choca as famílias de suas vítimas

Anders Behring Breivik, que está sendo julgado pela morte de 77 pessoas no ano passado, provocou o estupor do público presente nesta quarta-feira na sala de audiências do tribunal, ao traçar um paralelo entre o sofrimento infligido às famílias de suas vítimas e seus próprios traumas.

Veja as frases ditas pelo atirador norueguês Anders Behring Breivik Algumas*

Imagem
Durante o julgamento pelos ataques que resultaram na morte de mais de 70 pessoas, Anders Behring Breivik declarou, nesta terça-feira, 12 de junho: "Eu tentei ser engraçado, mas não foi engraçado. Devo fazer uma autocrítica sobre isso"

julgamento do atirador Anders Behring Breivik teve início nesta segunda-feira, 16 de abril, e pode durar até dez semanas, na Noruega. Breivik: "Reconheço meus atos, mas não minha culpa, e afirmo que atuei em legítima defesa"

Depois de ter ouvido dois psicólogos descrevendo os efeitos devastadores dos ataques de 22 de julho de 2011 para as famílias das vítimas, Breivik lamentou que eles "não tenham falado do trauma de ver confiscadas nossa cultura étnica e nossa religião, sem poder fazer nada".

"É traumatizante ver nossas irmãs serem violadas por muçulmanos e nossos irmãos vencidos", afirmou Breivik depois de receber autorização para fazer uso da palavra.

"Este caso diz respeito ao futuro da Noruega e da Europa. É traumatizante ser tachado de extremista de direita e ser demonizado , acrescentou, ignorando as objeções da juíza.

As declarações de Breivik provocaram um murmurinho de desaprovação entre o público, e, inclusive, alguns dos familiares das vítimas se retiraram da sala.

Lutando para não chorar, Tor Oestboe, cuja esposa morreu no ataque com bomba que Breivik realizou ante a sede do governo, afirmou esperar que "esse assassino arda lentamente no inferno".

Veja quem foram as vítimas do massacre da Noruega

ImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagem

Então Nao Pus todas fotos Que esse LOko mato porque e Muitas.