•  
     

As Faixas do JUDO

Imagem
judô (caminho suave, em japonês) é uma arte marcial criada por Jigoro Kano em 1882. Kano buscava criar uma atividade que pudesse aliar a defesa pessoal ao desenvolvimento físico e mental. Hoje em dia, o judô é praticado como forma de esporte, havendo federações e milhões de praticantes. O judô, porém, não perdeu suas raízes orientais, conservando sua ideologia e fundamentos.
As graduações de judô são divididas em dois tipos: kyu e dan. Em ambos, para a mudança de graduação são observados, entre outros requisitos, o caráter, o comportamento e o conhecimento das técnicas da arte. As graduações do kyu, correspondente ao nível de aluno, vão de 8 a 1, decrescendo, de acordo com as cores das faixas:
8º KYU Faixa Branca
7º KYU (Shitikyu) Faixa Cinza
6º KYU (Rokyu) Faixa Azul
5º KYU (Gokyu) Faixa Amarela
4º KYU (Yonkyu) Faixa Laranja
3º KYU (Sankyu) Faixa Verde
2º KYU (Nikyu) Faixa Roxa
1º KYU (Ikyu) Faixa Marrom
Na graduação de dan, nível mestre, as faixas crescem de 1 a 10, a partir da faixa preta:
1º DAN (Shodan) Faixa Preta
2º DAN (Nidan) Faixa Preta
3º DAN (Sandan) Faixa Preta
4º DAN (Yondan) Faixa Preta
5º DAN (Godan) Faixa Preta
6º DAN (Rokudan) Faixa Vermelha e Branca
7º DAN (Shitchidan) Faixa Vermelha e Branca
8º DAN (Ratchidan) Faixa Vermelha e Branca
9º DAN (Kyodan) Faixa Vermelha
10º DAN (Judan ou Dyodan) Faixa Vermelha
A faixa Judan, de cor vermelha e simbolo do 10° grau, é a maior graduação do judô. Até 1965, apenas sete homens tiveram a honra de alcançar este grau. Ainda existem mais dois graus previstos para o judô, o Juichidan (11°) e o Juinidan (12°). O Juinidan seria representado por uma rara faixa branca, mais larga do que a comum, simbolizando a pureza. Este grau foi concedido apenas para o mestre criador desta arte, Jigoro Kano.